quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Vestida para matar

Vejo mulheres na rua com roupas cada vez menores. São micro pedaços de pano nomeados de blusas, saias ou shorts. Algumas são tão pequenas que mais parecem tapa sexo. O que passa pela cabeça das mulheres que se vestem assim? Em alguns bairros esse problema é mais freqüente e mais grave (Pode até não ser um problema, mas a sociedade pensa assim). As ruas parecem com o Sambódromo em dia de carnaval, cheias de mulheres semi-nuas balançando a bunda perto de carros com o porta-malas aberto, de onde sai músicas com aquelas letras de qualidade irretocável, transformando as nossas vidas num verdadeiro inferno acústico.
Podem ter certeza que cara-de-pau não me faltou para fazer perguntas a elas sobre o motivo das roupas curtas, obtendo respostas parecidas. Umas dizem que é simples vaidade e sentem-se bonitas ao mostrar o que tem de bom (Podem ter certeza que a maioria delas tem muita coisa de bom. Ninguém me disse, eu vi!). Outras dizem que se pudessem só andariam nuas para se sentir mais a vontade (Já escutei desculpas mais convincentes para o mesmo motivo).
Durante a conversa que tive com uma dessas mulheres a quem eu perguntei, uma me disse que a desvantagem de sentir-se mais a vontade com roupas curtas é que os homens observam-na como um pedaço de carne: "Quando me olham daquele jeito, eu me sinto como um Filé Mignon que eles queriam ter em seus pratos!" Sinceramente, essa entrevistada está mais pra Chupa-molho, mas isso não vem ao caso. O importante nisso é a consciência dela de que ao vestir-se daquela forma, os homens entendem automaticamente que ela é um pedaço de Filé Mignon em promoção e que, provavelmente, ela sabe muito bem como manusear uma picanha.
Ele tá vendo se o defeito do carro não é embaixo!
Eu sei que isso é triste de se dizer, mas é a verdade. A nossa sociedade é podre e tende a considerar tudo que saia do seu padrão como podre também. Outra fator interessante é que todas as mulheres com quem eu conversei disseram que os homens a tratam muito melhor quando estão de roupinha. Na opinião de uma delas, "Eles são como cachorro na porta do açougue, olhando a galinha girar no forno." Acho que ela não percebeu que ela mesmo se chamou de "galinha". Me segurei para não dar risada na hora que ela me disse isso.
Ela está se distraindo e
            distraindo os outros!
Escutei também uma mulher dizer que, por ser muito bonita, não encontrava ninguém que valorizasse seu interior antes de seu exterior. Então, desiludida, ela resolveu tirar proveito disso para ter, mesmo que sendo por interesse, o carinho e atenção dos homens. Ela só anda de mini-saia para mostrar as belas pernas que eu não pude deixar de testemunhar. Mas ela diz ter total consciência de que, ao lado de um homem supostamente agradável, o que ele mais quer é que a Saia saia. Eu perguntei a ela se não achou que eu pudesse estar interessado nela, que me deu uma resposta muito agradável: " Acho que você está aqui apenas pelo seu blog mesmo. Você não parece ser como os outros. Em nenhum momento eu percebi você olhando para minhas pernas."
Ainda bem que ela não percebeu. Eu fiz questão de olhar só nas horas em que ela se distraía.
Ela deve se achar "a gostosa."
Eu também acho!
Percebe-se aí a diferença entre muitos homens e muitas mulheres. As mulheres quando não conseguem ter o homem que querem, vão tentar os homens errados na rua, onde existem homens bons e ruins, com a bem pensada estratégia da sensualidade e sedução. Talvez elas encontrem algum que sirva, mesmo tendo uma possibilidade pequena. O homem faz diferente. Quando não consegue a mulher que quer ele vai procurar onde as garrafas são cheias e as mulheres são vazias. Por que ali, se ele não conseguir uma melhor, ele já fica por lá enchendo a cara. A maioria nem procura, já vão pra beber mesmo.
Se tá mostrando tudo mesmo,
           pra que a saia?
Vestir-se com blusas mostrando a barriga ou com micro-saias não é um problema quando não se dá bola para o que os outros falam. O problema é que eu não conheço e nunca ouvi falar de ninguém que seja assim. Muitos dizem que não ligam, mas na verdade todos se importam e devem se importar mesmo, porque ninguém consegue viver fora de um grupo. Infelizmente, a forma como nos vestimos é usada para julgar nosso caráter ou nossa conduta. As pessoas desaprovam e não podemos viver a margem da sociedade. Como fazemos parte dela, podemos modificá-la para que ela não interprete roupas curtas como vulgaridade ou falta de pudor. Mas se você não quiser ter esse trabalho, é melhor evitar essas vestimentas.





GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO TORNE-SE UM SEGUIDOR!
Em "Seguidores", embaixo de "Total de Visualizações de Página", clique em 
"Participar deste site". 


5 comentários:

  1. Diferentemente das outras postagens, nessa você vislumbrou nas últimas linhas, ainda que com certo ceticismo, a possibilidade de mudarmos a realidade. Estava inclusive conversando com uma colega hoje em outro contexto, que, infelizmente, não podemos mudar o mundo; mas podemos mudar as realidades locais. Se o objetivo de estar-no-mundo é a conformação, não faz muito sentido estar nele.
    Agora mudando radicalmente de assunto... seus comentários sarcásticos estão ótimos nesta postagem, rs!

    ResponderExcluir
  2. Concordo com vc Silier. A conformação deixa a nossa existência sem sentido. Mas vc não falou sobre as mulheres de roupa curta porque, apesar de vc achar errado, vc gosta! Acertei?

    ResponderExcluir
  3. Apesar de ouvir você defender o direito de cada um usar a roupa que quer, sem ser julgado por isso diante da sociedade, é importante também se analisar a questão do bom senso. Realmente não podemos julgar uma pessoa por sua aparência, mas quando alguém se veste dessa forma, ela acaba entrando em um estereótipo de grupo da sociedade no qual está sendo mal visto justamente pela vulgaridade que a imagem das pessoas pertencentes a ele passa.

    Sinceramente, na minha opinião, as mulheres que fazem isso, pelo menos em sua grande maioria, não o fazem pelos motivos que disseram, e sim pela plena vontade de aparecer, chamar atenção.

    É uma pena que a sociedade de hoje com os valores deturpados que ela têm, prefira apenas observar o padrão de beleza de uma pessoa, desconsiderando quase que completamente sua massa intelectual. Por isso moramos em um país que tende apenas a se afundar cada vez mais na própria insignificância de seus "padrões importantes de desenvolvimento".

    ResponderExcluir
  4. O pior de tudo é que em alguns lugares esse tipo de vestimenta e comportamento é considerado o ideal, e qualquer pessoa que fuja disso é o estranho.... dá mesma maneira que as roupas da Cyclone!

    Observamos que está existindo uma grande inversão de valores na nossa sociedade e corremos o risco de virarmos os errados por pensar assim!!!


    Agora grande ironia dizer que o homem quando não tem a mulher que quer, não procura outra e sim vai pro bar beber!!! Só vc acredita nisso neh?

    ResponderExcluir
  5. kkkkkkkkkkkkkkk! Mas eu disse que lá no bar, ele procura "uma melhor", uma mulher melhor! Mas veja como eu sou bonzinho... Outros homens quando não conseguem a mulher, vão encher o saco pra ela voltar e, quando não conseguem mesmo assim, resolvem fazer a vida dessa mulher um inferno!

    ResponderExcluir

Google+ Followers

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...