sábado, 27 de agosto de 2011

AntAgonia

Vaidade é Obrigação
Humildade é Fraqueza
Política é Corrupção
Virgindade é Vergonha
Esperança é Frustração
Pudor é Caretice
Honestidade é Inocência
Felicidade é Inveja
Violência é Persuasão
Empatia é Irrelevância
Fé é Ambição
Cultura é Sexo
Fidelidade é Ingenuidade
Humor é Imoral
Confiança é Vulnerável
Patriotismo é Futebol
Moda é Necessidade
Igreja é Empresa
Respeito é Medo
Amor é Ficção
Religião é Guerra
Socialização é Virtual
Lei é Hipocrisia
Imprensa é Manipulação
Prosperidade é Fútil
Rebeldia é Simpatia
Caráter é Inútil
Vandalismo é Prestígio
         Dignidade é Leilão
Dinheiro é Tudo
A Culpa é Nossa!


Diego Damasceno





GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO TORNE-SE UM SEGUIDOR!
Em "Seguidores", embaixo de "Total de Visualizações de Página", clique em 
"Participar deste site". 


LEIA MAIS SOBRE OUTROS PROBLEMAS QUE ENVOLVEM A SOCIEDADE:

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Seja hipócrita, mas com moderação!

"Não entre no mundo das drogas. Aqui tem muita gente e a droga já tá pouca!"

Fui chamado de hipócrita só porque disse essa frase. Na cabeça de quem me acusa, a hipocrisia está no fato de eu ter um blog que tem como um de seus objetivos a conscientização da juventude e, mesmo assim, estar fazendo apologia as drogas, mesmo que de brincadeira. É óbvio que eu não uso drogas e nem concordo com quem gosta de ficar doidão, mas ser chamado de hipócrita por causa do conteúdo do Blog me chamou a atenção. Isso me fez parar pra pensar... O que é hipocrisia?
Popularmente, hipocrisia é dizer que acredita em coisas que você não segue, transmitir ideais que você não tem, dizer que algo deve ser feito de uma forma e fazer de outra ou fingir ser o que não é. Eu serei hipócrita se, depois de ter feito aquela postagem sobre o lixo ("Que Lixo!") eu sair por aí espalhando lixo pela rua ou se, depois de ter falado tanto do pagode baixo, eu começar a balançar a bunda no ritmo da música que sai do fundo do porta mala do carro de algum mal-educado (Desculpem. Não resisti em dar uma alfinetada nesse povo). Por favor, não tentem imaginar essa cena com meu traseiro sacudindo!
Possa ser que vocês também me achem hipócrita ao dizer essa próxima frase, mas a hipocrisia faz bem a humanidade. Antes que vocês me xinguem todo, deixe-me explicar o porque que eu cheguei a essa conclusão.
Existem duas maneiras de não ser hipócrita:
Sendo um Santo! - Saia da sua zona de conforto e dedique o seu tempo livre em descobrir tudo sobre o político que você vai votar. Participe de passeatas e filie-se a um partido para poder ser um eleitor que dá um voto completamente consciente, podendo assim, depois do seu candidato eleito, poder dizer que ele não faz nada para melhorar as coisas sem você parecer hipócrita, já que a maioria nem sabe em que deputado estadual votou nas ultimas eleições ou não tiveram um motivo realmente deles para votarem naquele determinado candidato.
Diga que você é a favor da homossexualidade e não recrimine seu filho pequeno quando ele estiver penteando o cabelo da Barbie.
Seja um jovem consciente: Diga Não para violência sem nunca ter jogado Counter-Strike.
Seja nacionalista sem nunca ter bebido Coca-Cola (Só para constar, Fanta, Sprite, Kuat e Aquafresh também são da Coca-Cola).
Nós sabemos muito bem que uma pessoa assim é muito rara ou não deve existir, então vamos pra mais provável...
Sendo um demônio! - Ignore as leis, o bom censo, a honestidade, a moralidade, as regras de boa convivência e qualquer outra convenção que tenha sido imposta ou estabelecida pela sociedade. Não siga nenhuma regra ou determinação. Faça e diga o que você quiser! A hipocrisia é baseada em quebra de regras e convenções ou em suas contradições. Se não existem regras, não existe hipocrisia.
Como santos provavelmente não existem dentro da humanidade e demônios seriam a total perdição da nossa espécie, é melhor mesmo que sejamos hipócritas. A hipocrisia faz com que nos preocupemos com a nossa vida e com a vida dos outros. Alegre-se você, que gosta de vigiar a vida dos outros, pois tens função importante na humanidade. Essa vigilância aliada a preocupação com que os outros pensam de nós (já que só podemos viver bem em grupo) são os que limitam as atitudes das pessoas.
Vocês podem até não concordar comigo, mas a hipocrisia é involuntariamente necessária para a humanidade. Óbvio que você não deve fazer disso um hábito. Como diz o ditado popular, "Tudo que é demais, sobra!". No dia que deixarmos completamente de ser hipócritas, seremos perfeitos. Como nunca seremos perfeitos, nunca deixaremos de ser hipócritas!






GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO TORNE-SE UM SEGUIDOR!
Em "Seguidores", embaixo de "Total de Visualizações de Página", clique em 
"Participar deste site". 


LEIA MAIS SOBRE OUTROS PROBLEMAS QUE ENVOLVEM A SOCIEDADE:
Manus Turbari
         - Que lixo!
         - Rehab

domingo, 14 de agosto de 2011

Que lixo!

Já jogou o lixo fora hoje? Se ainda não jogou, com certeza você vai jogar, porque ninguém gosta de ter sua casa cheia de lixo. Mas na rua podemos jogar embalagens, casca de alimentos, plásticos e latas, pois somos cidadãos preocupados com a situação social e econômica do nosso país, preservando o emprego de milhares e milhares de garis que acharão ruas sujas para limpar e manter seus empregos. Afinal, não há atitude mais altruísta para com os agentes de limpeza do que jogar lixo no chão. Quem nunca ouviu essa desculpa de alguma ovelha desse rebanho de mal educados? É com essas e outras justificativas estapafúrdias que pessoas de pouca consciência explicam o porque que estão sujando a cidade. Tenho certeza também que você nunca ouviu ninguém dizer que vai tocar fogo na própria casa para manter o emprego do Bombeiro, que vai adoentar-se para manter o emprego do médico ou que cometerá o suicídio para manter o emprego do coveiro. Porque essa discriminação com os bombeiros, médicos e coveiros? Só os garis que precisam de atitudes altruístas? Eles ganham dinheiro trabalhando a tanto tempo... 
Os Agentes de limpeza (porque chamar de "gari" agora é politicamente incorreto) trabalham desde a época do Império, quando Pedro Aleixo Gari (foi do nome desse cara que saiu o termo "gari") assinou com a corte brasileira o primeiro contrato de limpeza urbana no Brasil. Ele costumava reunir no Rio de Janeiro, cidade onde morava, funcionários para limpar as ruas após a passagem dos cavalos, o que nessa época era muito comum. Ainda é comum em muitos lugares, mas o pessoal hoje é mais preguiçoso e prefere agüentar o cheiro até o cocô secar.
Lixeira no bairro nobre...
Eu já vi algumas vezes um usuário de cadeira de rodas deslocar-se entre 70 a 90 metros para jogar seu lixo num espaço reservado para isso no seu bairro. Muitos que estão lendo esse texto agora, graças a Deus, tem duas pernas funcionando muito bem. Então aproveite essa benção para jogar o lixo no lugar certo, ao invés de deixar o lixo na porta de casa, no meio-fio das ruas, nas poucas árvores que ainda nos restam, nas praças ou em outras localidades públicas que não são apropriadas para o acúmulo de lixo.
Lixeira no bairro pobre...
É fato que o serviço de coleta de lixo atualmente não é algo que mereça muitos elogios, mas o principal culpado pela sujeira, na minha opinião, ainda é a própria população do local. Se formos em bairros mais nobres da cidade, perceberemos que lá existem inúmeras lixeiras implantadas por órgãos públicos, o que não acontece muito em bairros mais humildes. Porém, nos bairros nobres, não existem muitos casos de destruição de bens públicos, o que acontece muito nos bairros mais humildes. Isso estimula mais ainda o governo a não fazer muito a quem mais precisa, já que quando feito, não é dado o devido valor, acarretando em vandalismo. E porque isso acontece? Porque a educação nesse país também não é algo que mereça muitos elogios. Mas isso já foi assunto de outras postagens.



Para você que não mora num bairro onde existem lugares adequados para se jogar o lixo, com certeza existe algum ponto razoável onde o lixo está acumulado. Deixe de ser preguiçoso e vá com seu lixo até lá, mesmo que você tenha que andar um pouco pra isso. De preferência, jogue antes do caminhão da coleta de lixo passar já que, em muitos lugares, eles costumam passar nos mesmos horários, ou em períodos de tempos próximos diariamente ou em dias alternados.
O Salgadinho tava bom? O acarajé tava gostoso? Que ótimo. Agora jogue a embalagem no lixo. Não tem lixeira por perto? Guarde no bolso, na sacola, na mochila ou leve na mão até você passar próximo a uma lixeira. A embalagem tá molhada, suja ou gordurosa? Então é melhor você andar com um saquinho ou pedir um no estabelecimento que você comprou o produto. Essa é uma das inúmeras formas bem simples e fáceis de ajudar a manter sua cidade limpa. Mas não é pra fazer que nem uma loira que jogou uma nota de 10 reais no lixo porque tinha escrito na lixeira: "Contribua com a limpeza".
Essas instruções básicas de limpeza e preservação do meio ambiente poderiam ser ensinadas na escola, já que em casa, infelizmente, muitos pais não tem educação suficiente para passar aos filhos, para que eles não cometam esses mesmos erros. O mal educado é mais inconveniente do que o lixo que ele espalha. Vamos fazer a nossa parte, para depois podermos colocar a culpa nos políticos sem sermos hipócritas.

GOSTOU DO BLOG? ENTÃO CLIQUE AQUI!



GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO TORNE-SE UM SEGUIDOR!
Em "Seguidores", embaixo de "Total de Visualizações de Página", clique em 
"Participar deste site". 


LEIA MAIS SOBRE OUTROS PROBLEMAS QUE ENVOLVEM A SOCIEDADE:

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Comenta, meu filho!

Adotando a campanha do blog Wellington Morais =P, faço um apelo para que as pessoas leiam mais... Principalmente o meu Blog! Blogueiro, por favor, não seja egoísta, não pense que só o seu Blog existe. Leiam e comentem nos blogs dos outros também. Assim você aprende coisas novas e descobre ferramentas, além de fazer parcerias que podem melhorar e divulgar o seu blog (É óbvio que o conteúdo do Blog tem que ajudar, por isso nós blogueiros temos que fazer um trabalho de qualidade. Não podemos apenas exigir atenção e acesso das pessoas, temos que fazer por merecer).
Porque será que ler parece ser tão trabalhoso para as pessoas? Os Blogs são muito acessados, porém, pouco comentados. No meu pouco tempo de blogueiro eu identifiquei 3 tipos de pessoas que acessam o blog:
- Tem aquele que abre a postagem e procura figura e vídeo. Se não achar ele muda de página;
- O que lê parte da postagem, enjoa e vai pra outro site;
- E aquele que lê a postagem TODA mas não tem a consideração de deixar sequer um comentário.
Nesse fim de semana eu fiz uma postagem grande sobre um assunto muito polêmico aqui na Bahia. O nome do post é "Cyclone não é marca de ladrão". Uma bem trabalhada, interessante e divertida, batendo recorde de visualização. Sabe quantos comentários teve? Dois! Sendo que um foi meu. Uma das minhas postagens antigas teve metade das visualizações de página e 25 comentários. Sabem porque? Porque foi pequena. Qual a conclusão disso? É que tem um monte de gente que abre a postagem e a primeira coisa que faz é dar uma olhada nela de cima a baixo pra ver o tamanho. Uns dão uma paradinhas pra ver as figuras, mas a maioria desisti de ler.  Ou seja? Se eu quiser agradar os leitores, terei que fazer postagens pequenas pra, na hora da leitura, eles não sentirem preguiça.
Encerro a postagem por aqui. Achou pequena? É porque se eu fizer maior o povo não vai ler!



domingo, 7 de agosto de 2011

Cyclone não é marca de ladrão!

Não dá pra sair nas ruas de bairros mais humildes de Salvador, sem ver algum jovem usando uma roupa de marca, muitas vezes falsificada, mas com a marca estampada. Nos últimos tempos eu tenho visto uma infinidade de jovens usando aquelas camisas quase idênticas da Adiddas, sempre pretas, brancas, as vezes cinzas, com o logo da marca no peito e com aquelas três listras no ombro. Achei até que a Adiddas estava patrocinando alguma coisa aqui ou participando de algum projeto em que doava as camisas.
Um fato interessante é que a roupa pode ser feia, toda macacada, mas não importa. Se for de marca estão comprando. Certa vez passei com um amigo meu em frente a uma loja de roupas que tinha uma bermuda caríssima da Cyclone na vitrine.
Ele se interessou e disse que iria comprar. Olhando para aquela bermuda cheia de cores, parecendo pintura toda borrada de tinta guache de uma criança do Jardim II, eu disse que ele não deveria comprar por ser muito feia. A resposta dele me impressionou: "E daí que é feia? É Cyclone original!" Se ele mesmo achou a bermuda feia, é óbvio que ele não gosta. Isso significa que ele vai comprar uma bermuda que não o agrada só porque é de marca. Na verdade, o que agrada ele, é o fato dela ser de marca. Aparenta ser uma questão de prestígio. Eu sei que essa explicação pode parecer estranha, mas se músicas como "Chupa aqui pra ver se sai leite" e "Rala a xana no asfalto" e "Perereca pisca" são tão admiradas, prestigiar roupa feia é o mínimo.
Infelizmente, o caráter dessas pessoas tem sido julgado pela forma de se vestir mas, pra ser bem sincero, se eu tiver passando no meu bairro, a noite, e me deparar com um cara de camisa da Adiddas, boné da Cyclone com aquela paleta reta, bermuda da Mahalo, Kenner no pé e aquele correntão pendurado no pescoço, eu atravesso a rua sem pensar duas vezes. Pra polícia baiana, usar essa roupa é o mesmo que dizer "Oi, eu quero ser revistado!". Me desculpem os que se vestem dessa maneira e não são bandidos. Sei que "atravessar a rua sem pensar duas vezes" é um atitude muito preconceituosa, mas eu prefiro não correr o risco.
Essa música abaixo contém uma letra que retrata exatamente esse problema. É claro que, por ser mais um pagode pobre de criatividade, retrata muito pouco, quase nada...



Desculpem por não disponibilizar um áudio da música em que o vocalista cante exatamente o que está escrito na letra que será mostrada abaixo, mas é muito difícil achar ao menos uma música em que o vocalista não faça intervalos sem cantar por alguns segundos bem no meio da letra, que não fique gritando toda hora "Vaaaaaiiiii", que não fique mudando a seqüência da letra da música ou que possamos escutar os Back Vocals direito (lembrando que eles são sempre homens desafinados com um timbre de voz chato).

"Cyclone não é marca de ladrão, é a moda do gueto
Mas com toda discriminação eu imponho respeito (2x)"

Essa não é bem a moda do gueto, e sim dos pivetes do gueto. De acordo com o Wikipédia, Gueto (do italiano ghetto) é um bairro ou região de uma cidade onde vivem os membros de uma etnia ou qualquer outro grupo minoritário, frequentemente devido a injunções, pressões ou circunstâncias econômicas ou sociais e que, por extensão, designa todo estilo de vida ou tipo de existência resultante de tratamento discriminatório. Sendo assim, também sou do gueto e muitos, assim como eu, não curtem essa moda. E posso afirmar ainda que, no mínimo, 90% dos que curtem são do tipo que classificamos como pivete.
O que ele quis dizer com "imponho respeito"? Que respeito ele está impondo com essas roupas? Isso parece comprovar a minha teoria sobre o prestígio.

"Cap pro lado camiseta e bermudão
Cyclone vou de cyclone
É de cyclone vou de cyclone"

Por que tanta propaganda dessas marcas? Ou eles são idiotas ou talvez eles estejam sendo patrocinados pela Cyclone e agente não sabe...

"Se tem adidas, billabong, seaway, mahalo e Nike
Maresia,fido dido, é a bruxa
Se tem adidas, billabong, seaway, mahalo e Nike
Maresia,fido dido, hang lose (2x)"
               
Talvez eles estejam sendo patrocinados também pela Adiddas, Billabong, Seaway, Mahalo, Nike, Maresia, Fido Dido, Hang Loose e agente não sabe...

"E a moda é descer de cyclone
O de varney na cara e kenner no pé (2x)
O de varney na cara e kenner no pé
olha o rap olha o rap"

Eita povo pra gostar de falar o que não sabe! Vuarnet, e não Varney, é o nome de uma marca francesa de óculos de sol, muito utilizado aqui pelos pivetes durante a noite.
Onde foi que, nessa música, o vocalista achou um Rap?

"Cyclone não é marca de ladrão, é a Moda do ghetto
Mas com toda discriminação eu imponho respeito (2x)"

Cap pro lado camiseta e bermudão
cyclone eu vou descer de cyclone

Tem adidas, billabong, seaway, mahalo e mete maresia,fido dido, hang lose (2x)
E a moda é descer de cyclone, descer de cyclone
O de varney na cara e kenner no pé (3x)

Eu vou pra canta galo de varney e batidão
Batidão, vai no batidão (2x)"

Praia Canta Galo
É possível que, ao citar "Canta Galo", a música esteja se referindo a uma praia do bairro Calçada, em Salvador, que possui esse nome. Eu já fui e, na minha opinião, não está entre as melhores praias da cidade. Porém, é uma praia onde os custos são baixos, sendo mais acessível a pessoas de menor poder aquisitivo. Não sei como está agora, mas sem querer acusar ninguém de nada ou fazer qualquer tipo de insinuação, as praias da chamada Cidade Baixa de Salvador (onde estão localizadas as praias de Boa Viagem, Ribeira e a própria Canta Galo), são as preferidas de muitos marginais e usuários de drogas.

"Ó a bronkka negão"


Eu não entendi o porque do nome dessa banda. Achei que era porque eles cantariam músicas de protesto, de conscientização, justificando a bronka que eles dariam na sociedade ou nos governantes. Mas, até agora, só o que eles conseguiram foi fazer propaganda de marcas  de roupas e dar uma broca no senso crítico do povo.
Pra quem não entendeu essa tentativa de trocadilho, "broca" vem de um suposto verbo "brocar" e era muito utilizada em expressões como "Eu vou te dar um tapa que vai brocar a sua cabeça!". Pode ter sido daí que saiu o termo popular "broca", que significa tapa forte na cabeça.

Isso está próximo de ser um
tapa na cabeça, uma "Broca"

Ou vocês pensaram que isso era
tomar uma broca na cabeça?
De acordo com a música e com o que vejo na rua, deu até pra fazer um perfil das pessoas que se vestem dessa forma.

KIT PIVETE

Óculos Wayfarer
Tem muita gente que pensa estar usando os óculos Vaurnet mas, na verdade, estão usando óculos Wayfarer, os mesmos usados pelos coloridos do Restart.
               
 Boné da Cyclone ou da Adiddas
Camisa da Adiddas

Corrente de Rapper americano


Bermuda bem discreta da Mahalo , Cyclone ou Billabong
Sandalha Kenner Kivah Spider
Lembra daquele amigo que quer comprar a bermuda da Cyclone? Ele se veste assim. Trabalha a noite, e vai vestido dessa mesma maneira. Mas ele sempre sai 30 minutos antes pra dar tempo de ser abordado e revistado pela policia sem chegar atrasado. É que a polícia militar parece adorar essas roupas então, toda vez que eles encontram alguém vestido assim, principalmente a noite, eles param essas pessoas e mandam elas colocarem a mão na cabeça para que os braços não tomem a visão da roupa, podendo assim visualizar e admirar detalhe por detalhe.


Logo abaixo, escute duas entrevista com dois rapazes de opinião moderada sobre o as pessoas que usam roupa de marca.




Viram? Esse coitado até já apanhou da polícia sem ter feito nada, apenas porque estava vestindo roupa de marca. É uma vítima da descriminação que acontece por parte da polícia. Mas se você estivesse no lugar dos policiais, você não agiria da mesma forma? Comente o porque concorda ou descorda.



Percebam que o rapaz admite, no final, ficar "atento" se caso uma pessoa que trajasse essas roupas cruzasse com ele a noite, apesar de pedir pra que as pessoas não sejam julgadas pela aparência. Vai pedir isso para um policial, que tem esposa e filhos preocupados em casa, esperando por ele. Óbvio que ele não vai perguntar pra um cidadão de aparência suspeita se ele é ladrão. Ele vai parar essa pessoa e revistar mesmo. Conheço pessoas que se vestem dessa forma e são integras, maravilhosas, mas foram abordadas pela polícia e, por estar junto com eles, eu acabei sendo também, e os policias estão certíssimos.
"Cyclone não é marca de ladrão", mas os ladrões adotaram ela como preferida. Então, se você não quer ser confundido com bandido, aconselho a evitar esses trajes. Sei que isso é mais uma moda do que um ideal e, como toda moda, é seguida por muitos, principalmente pelos jovens, mas acompanhar a moda de criminosos não é uma boa idéia, mesmo não sendo um. Como diz o ditado, "Quem anda com porcos, farelo come". Por isso, você que é pai ou mãe, ao invés de tentar descobrir quem matou Salomão Hayalla, procure observar o comportamento de seu filho e saiba sempre com quem ele anda.
Estou certo ou estou errado? Você descorda em que? Diga aí que eu quero ler. Faça dos comentários sua melhor ferramenta de protesto nesse momento.




GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO TORNE-SE UM SEGUIDOR!
Em "Seguidores", embaixo de "Total de Visualizações de Página", clique em 
"Participar deste site". 


LEIA MAIS SOBRE OUTROS PROBLEMAS QUE ENVOLVEM A SOCIEDADE:

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Rehab

Amy Winehouse tem como um de seus grandes sucessos uma música inspirada em seus problemas com drogas, chamada "Rehab".



"Eles tentaram me mandar para a reabilitação, mas eu disse não, não, não'
Sim, eu tenho estado mal mas quando eu melhorar você irá ver, ver, ver
Eu não tenho tempo e se meu pai acha que estou bem
Ele tentou me fazer ir para a reabilitação, mas eu não irei, irei, irei"

É incrível como as pessoas idolatram uma mulher viciada em drogas que faz uma música dizendo que não aceita se reabilitar, mesmo com a tentativa do pai. É interessante como, apesar de admitir que está mal, ela acha que vai melhorar. O vício dela era muito forte. Quando veio fazer um show aqui no Brasil, até caiu no palco, parecia estar drogada. E o fim dela, aos 27 anos, parecia inevitável. "Amada filha Amy, do "pó" vieste… Ao "pó" voltaste!"


"Eu prefiro ficar em casa com Ray
Eu não tenho setenta dias
Porque não há nada
Nada que você possa me ensinar
Que eu não possa aprender com o Sr. Hathaway"

Nasceu linda...
Amy diz na música que prefere ficar em casa com "Ray". Ela se refere ao famoso e revolucionário Ray Charles, pianista e cantor música Soul, considerado um dos maiores gênios da música negra americana. Parece que o planejado era ficar 70 dias na reabilitação, mas ela dava mais importância a música, afirmando que aprende com o Sr. Hathaway. Donny Hathaway foi cantor, compositor, maestro, arranjador, produtor de discos e instrumentista de música pop, R & B, Blues, entre outros.

"Eu não aprendi muito nas aulas
mas sei que não aprenderei num trago de bebida"

Esses versos parecem demonstrar o contentamento de Amy com sua trágica situação, sabendo que não aprendeu na escola e admitindo que do jeito que está, com a bebida, ela também não vai. Mas nem por isso ela parou de beber. A mulher era alcoólatra até no nome. Pra quem não sabe, Wine em português significa vinho e house significa casa. Vinho da casa seria a tradução mais correta.
...Morreu feia!

"Eles tentaram me mandar para a reabilitação, mas eu disse? não, não, não'
Sim, eu tenho estado mal mas quando eu melhorar você irá ver, ver, ver
Eu não tenho tempo e se meu pai acha que estou bem

Ele me fará ir para a reabilitação, mas eu não irei, irei, irei"

Espero que ela tenha conseguido entrar no céu, mas acho que Deus disse "no, no, no!"
Quando morre um famoso, a depender de quem seja, a imprensa faz a maior divulgação. Mas o problema não está exatamente na imprensa, está no povo. Vocês ouviram algum comentário na rua sobre a morte de Itamar Franco? Se ouviram, foram poucos. Vocês ouviram falar sobre a morte de Amy Winehouse? (Acredito que vocês já estejam de saco cheio, e eu aqui enchendo mais ainda o saco de vocês).
Para quem não sabe (e são muitos), esse é
Itamar Franco.
Itamar Franco foi vice-presidente, presidente, senador e governador de Minas Gerais. A trajetória política dele se confunde com a história política do Brasil.
Amy Winehouse era uma cantora de sucesso e ganhou cinco prêmios Grammy, considerado o Oscar da música, foi casada com um presidiário ou ex-presidiário que, supostamente, tem problemas com drogas. Também com graves problemas com álcool e outras drogas, Amy foi presa e,  mais de uma vez, por culpa do vício.
A diferença entre os dois é que os brasileiros que se espantaram ou até choraram pela morte da estrangeira drogada, nem perceberam que Itamar Franco morreu. Vou dar um exemplo: Na porta de uma escola, eu perguntei a cinco alunos do primeiro ano do segundo grau quem foi Itamar Franco. Quatro não sabiam e um disse que "foi um político que morreu por um dia desse". Aos mesmos alunos eu perguntei quem era Amy Winehouse. Dois disseram que era uma drogada, outros dois disseram que era uma cantora drogada e um não sabia quem era. No Placar temos Amy Winehouse 4 x 1 Itamar Franco.


"Um homem me disse : - por que você acha que está aqui?
Eu disse que não fazia idéia
Eu vou, vou perder meu amor
Então eu sempre tenho uma bebida por perto
Ele me disse: - eu acho que você está deprimida,
Me dê um beijo, baby, e vá dormir."

Nesta parte da música ela admite ter sempre uma bebida por perto. Agora que ela morreu é capaz das empresas de bebidas alcoólicas entrarem em crise e o tráfico de drogas ter um grande prejuízo financeiro.

"Eles tentaram me mandar para a reabilitação, mas eu disse? não, não, não'
Sim, eu tenho estado mal mas quando eu melhorar você irá ver, ver, ver

Eu não quero beber nunca mais
Eu só ooh eu só preciso de um amigo
Eu não irei perder dez semanas
Com todos achando que estou de recuperação."

Amy preferiu morrer a "perder" dez semanas numa tentativa de recuperação. É interessante como as pessoas valorizam uma celebridade que está na mídia, mesmo sendo defunta. Depois que Winehouse morreu, ela vendeu muito mais. Na semana após a sua morte, foram vendidas 111 mil músicas dela em versão digital, um aumento de 2000% (Dois mil porcento) sobre a semana anterior. Durante o ano de 2011 todo, foram vendidas 44 mil cópias dos CDs de Winehouse. Mas só na última semana que terminou em 24 de julho, foram vendidas mais 50 mil cópias. Esse fenômeno de vendas aconteceu também com a morte de Cazuza e de Michael Jackson. Estou quase me matando pra ver se meu Blog faz sucesso!
Winehouse também já foi gostosa!

"Não é só meu orgulho
É só que minhas lágrimas secaram.

Eles tentaram me mandar para a reabilitação, mas eu disse ? não, não, não'
Sim, eu tenho estado mal mas quando eu melhorar você irá ver, ver, ver.
Eu não tenho tempo e se meu pai acha que estou bem
Ele tentou me mandar para a reabilitação, mas eu não irei, irei, irei."

Alguém aí ficou sabendo que Itamar Franco morreu?





GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO TORNE-SE UM SEGUIDOR!
Em "Seguidores", embaixo de "Total de Visualizações de Página", clique em 
"Participar deste site". 


LEIA MAIS SOBRE OUTROS PROBLEMAS QUE ENVOLVEM A SOCIEDADE:

Google+ Followers

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...