sábado, 3 de dezembro de 2011

Você, você, você, você... você é otário?

Eu tava evitando pegar no pé do pagode baiano mas com essa não dá pra ficar calado. Um dia desses eu estava assistindo um programa regional na televisão aberta e me deparei com a visão do inferno: Um cantor de pagode cantando e dançando com uma calça tão colada que tava desenhando o ovo, e ainda  perguntando se agente quer. A música é essa aí:


Finalmente vamos descobrir que diabo esse cara cochicha no início da música: 

"Gatinha,                           (Começou com uma gíria carinhosa. Até aí tudo bem.)
Essa é sua hora                  (Frase muito utilizada, quase um clichê. Não faria falta na letra.)
Deixa de besteira               (Se tirar essa frase da música o significado da letra não muda em nada)
Vem ficar comigo               (Primeira frase objetiva da música)
A noite é toda nossa            (Entendi: Tempo livre com a "gatinha" a noite!)
Sei que ta querendo           (Ela também quer. Entendido. Mas até agora nada de importante.)
Sei que quer fazer              (Já não foi dito no último verso que ela tá querendo?)
A noite é uma criança       (Já não foi dito "a noite é toda nossa"?)
Agora é só...."                   (Agora é só parar de encher linguiça e por letra nessa música)

"Você, você, você, você, você, você, você, você, você, você, você, você
Você quer?
Você, você, você, você, você, você, você, você, você, você, você, você
Você quer?
Você, você, você, você, você, você, você, você, você, você, você, você
Você quer?
Você, você, você, você, você, você, você, você, você, você, você, você
Você quer?"

(Fiz questão de repetir o "Você" pra você entender o quanto essa repetição é chata. Eu aposto com qualquer um que ninguém leu todos os "você", mas porque diabos você escuta e canta todos?)

Esse não é refrão de uma música da Mulher Melão? Que inspiração, hein?


Já que é pra copiar, pelo menos copia alguma coisa que preste. Se já não bastasse a falta de criatividade da galera daqui, ainda estão importando a porcaria dos outros.
Até agora a música só passou pra gente que:
 Tem um cara chamando uma mulher pra ficar com ele a noite, sabendo que ela tá querendo e, mesmo sabendo, ele pergunta se ela quer.
Resumi a música toda, sem nenhuma perda de conteúdo, em apenas uma linha e meia. Depois da letra da música ser toda repetida, tem uma parte final que é "diferente" (Mas na verdade quer dizer as mesmas coisas que ele já tinha dito antes):

"Agora é só nós dois        (Tem o mesmo significado de "A noite é toda nossa".)
deixa acontecer              
cola seu corpo no meu 
isso é sensual                   
fora do normal                 (Fora do Normal é a enrolação que tem na letra dessa música)                                                      
relaxa eu quero você       (Oohh! Ninguém que escutou o inicio da musica tinha percebido isso.)
sei que quer fazer            (Já tinha afirmado, já tinha perguntado, agora tá afirmando de novo.)
venha se envolver           ("Venha se envolver" foi só pra rimar.)
agora é só eu e você       (Ele já não tinha dito "agora é só nós dois"?)
você quer?"
Que miséria é essa aí?

Agora vamos dizer os pontos positivos da música:

- Tem um ritmo muito bom.

Sei que ainda são poucos pontos positivos mas eu não encontrei outros.
Mesmo para uma música festiva, essa letra é muito pobre. Até no próprio cantor agente percebe que a graça da música é o refrão repetitivo e copiado da Mulher Melão, porque no restante da música só enchem linguiça. Eles poderiam fechar a banda e abrir um frigorífico.
Caso minha postagem não tenha sido tão boa quanto outras que analisaram músicas de pagode, eu queria que vocês compreendessem que não dá pra fazer uma boa análise da letra de uma música quando a música não tem letra.
Enquanto continuarem fazendo pouco da musicalidade baiana, eu vou continuar destacando os absurdos sobre a vergonha que estão fazendo agente passar no cenário nacional da música.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Eu pago R$ 2,50 pra que?




Isaac Newton afirmou que "Dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço ao mesmo tempo". Ele disse isso porque nunca pegou o 'Estação Pirajá x Barra 2'. A fila dessa linha fica tão grande que depois que os passageiros entram no ônibus ela nem parece ter mudado de tamanho. Não entram apenas os 40 passageiros sentados e 35 em pé (capacidade da maioria dos ônibus urbanos), são mais de 100 que se sufocam, fazendo com que, muitas vezes, os ônibus transitem com as portas abertas. E a galera não tem essa de "Aah... O ônibus tá cheio, vou esperar o próximo", o povo se joga mesmo. Quem já entrou num ônibus desse sabe que ali agente tem que brigar até com o Ar por espaço.
Tem passageiros que ficam muito irritados porque, mesmo superlotado, o ônibus continua parando no ponto. Por isso que antes de gritarmos com o motorista questionando a conduta da mãe dele, devemos nos lembrar que ele só está seguindo a orientação passada pela prefeitura, que tem funcionários que ganham bem, tem carro e, por estes motivos, não precisam pegar o busão.

"Num ônibus super lotado, uma mulher volta-se para o passageiro inconveniente:
- O senhor quer fazer o favor de desencostar e afastar essa coisa volumosa que está me incomodando?
- Calma, minha senhora. Não é o que está pensando. Este volume é o dinheiro do pagamento que recebi hoje. Enrolei num pacote e botei no bolso esquerdo da calça.
- Ah! Então o senhor deve ser um funcionário exemplar.
- Por que?
- É que desde o embarque até aqui, o senhor já teve três aumentos salariais!"

Você já pegou o 'Mirantes de Periperi x Ondina'? É tanta gente naquele ônibus que você não pode nem tirar o pé do chão. Se você tirar o pé dois segundos, outro aparece no lugar. Agente fica no ônibus apertado com o pé suspenso, dando uma de Saci Pererê.
Soltaram um pum no ônibus cheio!
Pior mesmo é quando você está num 'Est. Mussurunga x Ribeira' hiper lotado e começa a chover. Os passageiros fecham as janelas e, vestidos com roupas quentes porque tem chovido a semana toda, passam a sentir um calor insuportável. A galera começa a suar e o ônibus fica parecendo um cuscuzeiro. É nessa hora que se descobre que não é só você que compra aquele desodorante de R$ 1,50. Aquele "Avanço", por exemplo, só serve pra deixar a catinga avançar. Pra piorar, num calor infernal, com pessoas sentindo falta de ar, agente sempre sente aquele cheirinho familiar de um FDP que largou um peido ali mesmo,  dentro daquele lugar fechado e cheio de gente. Dentro do Busú a suvaqueira começa a subir e aquela inhaca permanece durante a Avenida Paralela toda até chegar na San Martin, que é quando o ar entra pelas portas que foram abertas para os passageiros descerem.

"O gaúcho está num ônibus lotado quando, de repente, vem um sujeito e se encosta atrás dele.
- O que é isso, tchê? - diz ele, virando-se. - O que tu tá fazendo aí atrás?
E o sujeito, todo desconcertado:
- Eu? Todo fazendo nada não, senhor.
- Então cai fora e dá lugar pra outro!"

O Baleiro levanta a guia pra tentar passar no meio do povo dentro do ônibus cheio enquanto usa aquela voz irritante pra poder dizer mais ou menos a mesma coisa que todo baleiro diz: "Desculpe atrapalhar a sua viagem, mas eu tô aqui não pra dá, mas pra vender a nova sensação, o sabor do momento. Essa deliciosa bala sabor morango, maçã, menta, melancia, tutti-fruti (...)" (Eu coloquei pontuação para um melhor entendimento, mas ouvindo eles falarem, não dá pra identificar nenhuma) e por aí vai. Pobre sofre!
No 'F. Grande x Barra' agente só escuta as mulheres gritarem "Meu pé, moço!". Num 'Sussuarana x Barra' lotado, todo mundo que senta na cadeira reservado pro idoso pega no sono. Alguns motoristas dessas linhas passam voando por alguns pontos de ônibus porque não tem mais espaço pra alguém entrar. Isso dá oportunidades para pessoas não-autorizadas aumentarem a frota de veículos do transporte clandestino, que só é utilizado porque a população está insatisfeita com o transporte coletivo autorizado.
Não estou mais afim de pagar impostos mais R$ 2,50 pra viajar em pé, sufocado, num trânsito engarrafado, tendo o pé pisoteado e tentando me esquivar dos roçadores. Numa situação como essa eu fico sempre de frente para o passageiro em movimento. Isso o desencoraja a tentar medidas persuasivas. Já passou da hora de melhorar esse transporte público soteropolitano.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

TV Bunda


O número de pessoas que não gostam de uma boa bunda, é proporcionalmente igual ao número de pessoas que estão lendo esse texto sem olhar pro monitor. Não existe! A não ser que já tenham inventado uma tela de monitor em Braile. 
Antigamente, para uma criança ver uma bunda era o maior sacrifício. Ela precisava de esperteza, cautela, dinheiro ou um espelho. Agora elas só precisam de um controle remoto. É bunda em tudo quanto é canal, em qualquer dia e horário. Só falta ter um programa de Proctologia (Para quem não sabe, Proctologia é um ramo da medicina que trata do intestino, do reto e do ânus. É daí que vem o famoso Proctologista. Conhecem? Se ainda não conhecem, não tem problema. Depois do exame de próstata vocês nunca mais vão esquecer dele).

Citem um programa de auditório que não tem mulher bonita exibindo o corpo ou balançando os fundilhos. Só me lembro do Altas Horas, com Serginho Groisman (Se vocês conhecerem outros, façam um comentário informando). No Programa de Faustão e de Silvio Santos, ficam todas só dançando com coreografias bem comportadas. Mas o bom comportamento fica só na coreografia. As roupas também mostram muito do corpo. Infelizmente, as pessoas estão tão acostumadas a ver pouca roupa na televisão que, com certeza, vão me condenar por falar mal das dançarinas do Faustão.
No programa "O Melhor do Brasil", muito bem apresentado por Rodrigo Faro, as assistentes de palco parecem que foram feitas a mão. As enormes, redondas e empinadas bundas parecem querer fugir dos vestidinhos. É Bunda pra ninguém botar defeito. É realmente "A Melhor do Brasil".
Victoria Villarim, 19 anos, assitente de palco do " O Melhor do Brasil"
É ou não é o Melhor do Brasil?
Nem o próprio Marcelo Taz
          achou um fio de cabelo.
E nos programas de humor? No "A Praça é Nossa" e no "Zorra Total" só tem mulherão. Achar uma figurante feia nesses programas é como procurar um fio de cabelo na cabeça de Marcelo Taz. Mulher feia só protagoniza programa de humor. Se você ver uma, pode ter certeza que ela está utilizando da própria feiúra pra te fazer rir.
O Brasileiro está tão habituado a ver mulherão nos canais que não percebem a carga machista que está impregnada nessa maneira fútil de fazer televisão. O interessante é que os programas de auditório tradicionais de Domingo como "Domingão do Faustão", "Programa do Gugu", e "Domingo Legal" tem as mulheres como a grande maioria de seus telespectadores e, mesmo assim, só aparece bunda feminina. É como se existissem apenas homens no sofá de casa assistindo televisão (Antes que vocês pensem errado, eu não estou querendo dizer com isso que deveríamos ver bunda de homem na TV).
Desde os primórdios da civilização moderna que as pessoas perdem seu tempo dando atenção a um monte de besteira (Não é o caso do meu blog). Com a popularização da TV isso ficou mais evidente.
Depois de um tempo, a falta de criatividade de quem faz a televisão brasileira acarretou na conhecida "Síndrome da falta de Ibope" que até hoje apavora as emissoras de TV. É aí que começam aparecer pessoas como Chacrinha, um dos propulsores da bunda na TV. Ele foi um dos que começou com tudo isso que vocês estão vendo hoje aí. Não sei porque que um cara desse é tão homenageado. Ele atingiu uma audiência absurda com a apelação das "Chacretes", trouxe muito dinheiro de patrocinadores para emissora e revelou mulheres como Fernanda Terremoto, Fátima Boa Viagem e, principalmente Rita Cadillac, que saiu pelo Brasil mostrando a bunda à quem quisesse beijar. Quanto talento!
Chacrinha é, na minha opinião, o primeiro grande cafetão animador da televisão brasileira.
As Chacretes sempre se vestiam de forma composta!
Não é porque todo mundo gosta de bunda, que temos de banalizar. A graça é justamente o fato dela estar escondida, por debaixo de panos, fazendo nossa imaginação trabalhar e nos deixando ansiosos para sua aparição. Ela tem que aparecer, óbvio. Mas não para todo mundo ver. Não precisamos despertar a sexualidade nas crianças. Deixemos que esse interesse apareça naturalmente.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Em dia de chuva

Quem vê essa imagem já sabe que
isso é só mais um dia de chuva na
capital baiana.

Quem acha que água no mundo está acabando não mora em Salvador. Hoje é dia de chuva. Dia de encher o saco da CODESAL. Dia dos helicópteros das emissoras de TV trabalharem. Eles passam boa parte do programa dando as poças de água os seus 15 minutos de fama. Dia de assistir matérias jornalísticas onde o pobre diz que perdeu tudo, enquanto ouvimos como tema musical "Firme e Forte" do Psirico. 

Êêêêê!! Não vou pra escola hoje!
Dia de postar no Blog porque, mesmo tendo compromissos, com essa chuva eu não vou poder cumprir nenhum, podendo ficar em casa e experimentar o delicioso sabor do ócio. Dia também em que os estudantes que não gostam de ir pra escola demonstram uma preocupação fora do comum em evitar a propagação do vírus da gripe. Dia de esculhambar a TRANSALVADOR e de ceder espaço num trânsito engarrafado para a ambulância da SAMU passar. 

Estrada interditada no bairro de São Caetano, em Salvador, faz do trânsito da região um caos.

Dia de postar nas redes sociais que a culpa disso tudo é da falta de planejamento dos governos anteriores e não dá sequer uma sugestão para resolver o problema. Dia em que muitos ficam debaixo do lençol o dia todo, sentindo tédio e monotonia enquanto detonam a TV aberta por não passar nada que preste. É também dia em que, com a desculpa do frio, o povo toma um banho só, e olhe lá!
Ai, minha chapinha!
Hoje é dia dos camelôs mostrarem sua espantosa eficiência. Os CDs e DVDs piratas, os óculos de sol feitos de plástico e os eletro-eletrônicos made in Paraguay inacreditavelmente desaparecem e todos, ao mesmo tempo, passam a vender guarda-chuvas. Onde vão parar as piratarias e de onde vem tanto guarda-chuva ainda é um mistério a ser desvendado.
Hoje é dia de ver as mulheres correndo pra debaixo das marquises para proteger os seus cabelos de verão.
Dia de encharcar o sapato e a calça que cola no corpo, ficando P da vida pela incapacidade do guarda-chuva de te proteger da cintura pra baixo.
Pedalinho: Meio de transporte que
promete se popularizar em Salvador.
Hoje é dia de lamentar a situação da nossa cidade sob a chuva. Se a Maratona de Farol a Farol fosse hoje, Wanderley Cordeiro ficaria pra trás e a briga seria entre Cesar Cielo e Thiago Pereira. Usando o pedalinho, você vai do Dique do Tororó à qualquer ponto da cidade.
Hoje é dia dos comerciantes lamentarem o baixo movimento em seus estabelecimentos. Ninguém sai pra comprar nada com medo da chuva. Pelo menos agora, agente pode fazer as compras Online e sem ter problemas para serem entregues em dia de chuva. Agora temos o "Submarino.com".
Hoje é dia de chuva e de parabenizar João Henrique. Ele cumpriu o prometido, ao povo mais humilde, por vários políticos a várias eleições: Hoje vai ter água e esgoto na casa de todo mundo. E de quebra, ele ainda ajudou a diminuir um pouco o desequilíbrio socioeconômico da cidade acabando com a supervalorização dos imóveis da orla, porque hoje a casa do pobre também vai ter vista pro mar.
Barsileiro é assim: Humor até debaixo d'água. Mas ele deve estar ligando pra CODESAL.

Se eu chegasse aqui e falasse sobre todos os problemas de Salvador relacionados a chuva, eu estaria sendo chato, repetitivo e fazendo o que todo mundo tá fazendo hoje: Metendo o pau no governo! Eu preferi fazer um texto que está mais de acordo com a personalidade do Brasileiro, que está sempre rindo da própria desgraça.
Deus que ajude a cidade de São Salvador!


GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO TORNE-SE UM SEGUIDOR!
Em "Seguidores", embaixo de "Total de Visualizações de Página", clique em 
"Participar deste site". 

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

A vez das negras

        Antes que vocês inventem de rodar aquele botãozinho do mouse ou de segurar a barra de rolamento para olhar o tamanho da postagem, pra saber se vai ler ou não, fiquem logo sabendo que a postagem é boa e curta. Não precisa ficar com preguiça de ler, ela só está grande porque tem muita imagem.


Quem falou que "preto não tem vez" está claramente enganado. (Enfim  consegui usar o termo "claro" para alguma coisa ruim. O "escuro" já sofreu muito) A mulher mais bonita do mundo é da raça mais discriminada e do continente mais pobre. A belíssima angolana Leila Lopes, de 25 anos, tornou-se a terceira Miss Universo negra da história (Se alguém descobrir mais uma Miss Universo negra, por favor, faça um comentário informando), deixando para trás a maravilhosa Ucraniana Olesya Stefanko e a deslumbrante brasileira Priscila Machado. A primeira negra a vencer a competição foi a Trinitina Janelle Commissiong, em 1977 (Pra quem não sabe, Trinitina é aquela que nasce em Trinidad e Tobago).
Olesya Stefanko, Miss Ucrânia
Priscila Machado, Miss Barsil

Natália Rodrigues,
Miss Argentina
Apesar da vitória, Leila Luliana da Costa Vieira Lopes (Parece um nome brasileiro né? É que a Angola foi colônia de Portugal, assim como o Brasil) foi ameaçada de perder seu título de Miss Universo porque, segundo uma reportagem de um jornal argentino, Mukano Charles, o promotor de eventos que organiza o Miss Angola/Reino Unido e Miss Angola/Portugal, é suspeito de ter falsificado documentos para a participação de Leila no concurso. Tinha que ser um jornal Argentino! Na minha opinião, isso é inveja por terem ganho o concurso apenas uma vez a quase 50 anos atrás. Quem eles queriam que ganhasse? Maradona? A Miss Argentina é que não vai! Com aquele rosto estranho, ela está mais pra "Misspanta"!
Leila Luliana, Miss Universo 2011

Quando eu quase estava dando razão a quem disse que "preto não tem vez", a organização do Miss Universo resolveu confirmar a vitória da angolana. Até pra vencer o negro tem que sofrer...
Bom mesmo seria se a Angolana mostrasse o "Kuduro" durante a apresentação. Ela ganharia com mais facilidade.

Taís Araújo



Eu só queria deixar confirmado (pra não ter que dizer "esclarecido") que eu sei que esse não é um tipo de assunto que eu costumo tratar aqui no Dizendo o que quer!, mas o nome do Blog é Dizendo o que quer! justamente para eu poder dizer o que quiser. E também porque eu não poderia perder a oportunidade de falar e colocar fotos de um monte de mulher bonita aqui (E, pra ser bem sincero, as fotos são o único motivo de estar falando sobre isso).
Espero que agora a mulher negra ganhe o espaço que ela não tem. Por exemplo, na televisão brasileira, vocês já viram alguma novela protagonizada por uma mulher negra? Eles só deram chance uma vez a Taís Araújo mas, só pra sacanear, o nome da novela é "Da cor do Pecado". Negra em novela é contada e, geralmente, faz o papel da empregada. Negro só é maioria em novela de escravo. E o que vocês acham de "Escrava Isaura"? Quando finalmente a novela é protagonizada por uma escrava, a escrava é branca! As dezenas de negros que aparecem nessa novela são coadjuvantes ou figurantes que aparecem como plano de fundo de alguma senzala. Os coitados sofrem a novela toda, e só tem um pouco de alegria quando estão num quilombo que ainda não foi atacado.
Desses poucos negros que aparecem nas novelas, a grande maioria é coadjuvante. Nem precisa procurar um histórico de novelas para saber. Façamos melhor... Que tal um teste? Se você costuma assistir as novelas da Globo, diga o nome desses atores. Ainda não achei ninguém que acertasse mais de quatro. Agora tentem acertar o nome dos atores brancos da imagem abaixo. Ainda não achei ninguém que errasse mais de quatro.

Conheço várias negras que merecem muito ter sua beleza valorizada. Acredito que a vitória de Leila sirva de incentivo para que a beleza negra seja tão valorizada quanto a beleza branca. Eu ainda quero votar, em no máximo 24 anos, numa mulher negra como presidente da república e vê-la eleita.


Obrigado a Ivy Coelho por ter me incentivado a falar sobre o assunto!



GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO TORNE-SE UM SEGUIDOR!
Em "Seguidores", embaixo de "Total de Visualizações de Página", clique em 
"Participar deste site". 

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Privatização, não!



Elevador Lacerda
("Elevador Empresarial" seria um bom nome
caso fosse privatizado)


Eu amo minha cidade e me orgulho dela ser tão linda. Entre os pontos turísticos mais bonitos e conhecidos de Salvador está o Elevador Lacerda, com seus 138 anos de idade. Com sua presença imponente na praça Visconde de Cayru, ele faz a ligação entre a Cidade Alta e a Cidade Baixa da capital baiana transportando, em média, 900 mil passageiros por mês, num percurso de trinta segundos de duração. Além de bonita, é uma obra extremamente útil para a população soteropolitana (muitos dizem até que foi por ele que o Vitória caiu pra segunda divisão), que paga uma tarifa de 0,15 centavos para utilizá-lo.
Ultimamente, os problemas do Elevador Lacerda estão tão grandes quanto ele. Alguns dos elevadores quebram freqüentemente e, atualmente, dois estão sem funcionar. É difícil entender o porque que esses problemas estão acontecendo. Por pagarmos nossos inúmeros impostos e ainda a tarifa do elevador, dinheiro para resolver esses problemas não devem estar faltando. Se considerarmos que são transportados 900 mil passageiros por mês a 15 centavos, o Lacerda deve estar faturando cerca de 135 mil reais mensais que deveriam ser voltados para manter esse nosso patrimônio. Por isso, falta de manutenção seria imperdoável, já que trata-se de um dos pontos turísticos mais famosos da cidade, além de ser muito utilizado pela população.
Descer a Ladeira da Montanha é mais rápido!
Se a manutenção não está acontecendo, para onde está indo esse dinheiro? (Só estou perguntando, não estou chamando ninguém de ladrão. Não é meu costume ser tão sincero nas postagens)
Qual é a solução para os problemas do Elevador Lacerda? PRIVATIZAÇÃO!!
A prefeitura só pode estar de brincadeira. Já rola na internet uma conversa de uma manifestação perto do elevador, talvez na Praça Visconde de Cayrú ou na Praça Municipal, no centro de Salvador.
Parece que toda essa comoção popular deu resultado. A prefeitura voltou atrás e não vai mais privatizar o Lacerda. Quanto a Estação da Lapa e os Planos Inclinados da Liberdade e Pilar não tiveram suas privatizações suspensas. Diz a prefeitura que ainda é um caso a se estudar.
O serviço dos Ferry Boats foram privatizados e podemos ver que maravilha de trabalho a TWB está fazendo. Todos nós fazemos a travessia Salvador-Itaparica no maior conforto de Ferry Boats novíssimos, bem cuidados, sem filas enormes de carros que as vezes saem de São Joaquim e chegam a ultrapassar o Largo de Roma, sem demorar uma hora inteira para a saída do próximo Ferry Boat, sem tumulto ou agonia. Sei que tudo que eu disse sobre o serviço da TWB é contrário ao que prestado na realidade... É que eu estou tentando ser otimista.
Pintaram de amarelo pra combinar com o aroma
Quando eu vou na parte subterrânea da Estação da Lapa, eu me sinto como se tivesse entrado numa câmara de ácido úrico. Se você nunca foi e quer saber como é, passe pimenta no nariz. Você não sente o "perfume" da Lapa mas vai arder igualzinho.
Quando a escada rolante quebrou,
mandaram ela descer e subir andando.





A Estação da Lapa é a maior estação de transbordo da Bahia. Além das inúmeras linhas de ônibus para todos os cantos da cidade, ela também presta um grande serviço de saúde aos idosos que melhoram a circulação sanguínea subindo todas aqueles degraus, já que quase todas as escadas rolantes estão quebradas.
Todo mundo subindo a escadaria.
Idosos e crianças primeiro!
Talvez uma privatização seja a solução para melhoria dos serviços. Mas acredito que nossos impostos são suficientes para custear a manutenção da estação. Salvador está mal. As eleições estão chegando aí. É a chance de melhorarmos a nossa situação.










GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO TORNE-SE UM SEGUIDOR!
Em "Seguidores", embaixo de "Total de Visualizações de Página", clique em 
"Participar deste site". 

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Vestida para matar

Vejo mulheres na rua com roupas cada vez menores. São micro pedaços de pano nomeados de blusas, saias ou shorts. Algumas são tão pequenas que mais parecem tapa sexo. O que passa pela cabeça das mulheres que se vestem assim? Em alguns bairros esse problema é mais freqüente e mais grave (Pode até não ser um problema, mas a sociedade pensa assim). As ruas parecem com o Sambódromo em dia de carnaval, cheias de mulheres semi-nuas balançando a bunda perto de carros com o porta-malas aberto, de onde sai músicas com aquelas letras de qualidade irretocável, transformando as nossas vidas num verdadeiro inferno acústico.
Podem ter certeza que cara-de-pau não me faltou para fazer perguntas a elas sobre o motivo das roupas curtas, obtendo respostas parecidas. Umas dizem que é simples vaidade e sentem-se bonitas ao mostrar o que tem de bom (Podem ter certeza que a maioria delas tem muita coisa de bom. Ninguém me disse, eu vi!). Outras dizem que se pudessem só andariam nuas para se sentir mais a vontade (Já escutei desculpas mais convincentes para o mesmo motivo).
Durante a conversa que tive com uma dessas mulheres a quem eu perguntei, uma me disse que a desvantagem de sentir-se mais a vontade com roupas curtas é que os homens observam-na como um pedaço de carne: "Quando me olham daquele jeito, eu me sinto como um Filé Mignon que eles queriam ter em seus pratos!" Sinceramente, essa entrevistada está mais pra Chupa-molho, mas isso não vem ao caso. O importante nisso é a consciência dela de que ao vestir-se daquela forma, os homens entendem automaticamente que ela é um pedaço de Filé Mignon em promoção e que, provavelmente, ela sabe muito bem como manusear uma picanha.
Ele tá vendo se o defeito do carro não é embaixo!
Eu sei que isso é triste de se dizer, mas é a verdade. A nossa sociedade é podre e tende a considerar tudo que saia do seu padrão como podre também. Outra fator interessante é que todas as mulheres com quem eu conversei disseram que os homens a tratam muito melhor quando estão de roupinha. Na opinião de uma delas, "Eles são como cachorro na porta do açougue, olhando a galinha girar no forno." Acho que ela não percebeu que ela mesmo se chamou de "galinha". Me segurei para não dar risada na hora que ela me disse isso.
Ela está se distraindo e
            distraindo os outros!
Escutei também uma mulher dizer que, por ser muito bonita, não encontrava ninguém que valorizasse seu interior antes de seu exterior. Então, desiludida, ela resolveu tirar proveito disso para ter, mesmo que sendo por interesse, o carinho e atenção dos homens. Ela só anda de mini-saia para mostrar as belas pernas que eu não pude deixar de testemunhar. Mas ela diz ter total consciência de que, ao lado de um homem supostamente agradável, o que ele mais quer é que a Saia saia. Eu perguntei a ela se não achou que eu pudesse estar interessado nela, que me deu uma resposta muito agradável: " Acho que você está aqui apenas pelo seu blog mesmo. Você não parece ser como os outros. Em nenhum momento eu percebi você olhando para minhas pernas."
Ainda bem que ela não percebeu. Eu fiz questão de olhar só nas horas em que ela se distraía.
Ela deve se achar "a gostosa."
Eu também acho!
Percebe-se aí a diferença entre muitos homens e muitas mulheres. As mulheres quando não conseguem ter o homem que querem, vão tentar os homens errados na rua, onde existem homens bons e ruins, com a bem pensada estratégia da sensualidade e sedução. Talvez elas encontrem algum que sirva, mesmo tendo uma possibilidade pequena. O homem faz diferente. Quando não consegue a mulher que quer ele vai procurar onde as garrafas são cheias e as mulheres são vazias. Por que ali, se ele não conseguir uma melhor, ele já fica por lá enchendo a cara. A maioria nem procura, já vão pra beber mesmo.
Se tá mostrando tudo mesmo,
           pra que a saia?
Vestir-se com blusas mostrando a barriga ou com micro-saias não é um problema quando não se dá bola para o que os outros falam. O problema é que eu não conheço e nunca ouvi falar de ninguém que seja assim. Muitos dizem que não ligam, mas na verdade todos se importam e devem se importar mesmo, porque ninguém consegue viver fora de um grupo. Infelizmente, a forma como nos vestimos é usada para julgar nosso caráter ou nossa conduta. As pessoas desaprovam e não podemos viver a margem da sociedade. Como fazemos parte dela, podemos modificá-la para que ela não interprete roupas curtas como vulgaridade ou falta de pudor. Mas se você não quiser ter esse trabalho, é melhor evitar essas vestimentas.





GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO TORNE-SE UM SEGUIDOR!
Em "Seguidores", embaixo de "Total de Visualizações de Página", clique em 
"Participar deste site". 


sábado, 3 de setembro de 2011

Vergonha do Nordeste!

Deixem o Flamengo para os cariocas!
De acordo com o IBOPE de 2010, a torcida do Esporte Clube Bahia é a maior do território baiano com 20,3%, em 2ª a do Flamengo com 17,2% e em 3ª a do Vitória com 15,7% (Pelo menos ninguém pode dizer que o Vitória é vice nisso também). Depois do Vitória não vem outras pratas da casa. Em quarto vem o Corinthians, seguido do Palmeiras na quinta posição.
Esses dados mostram que mais de 4 milhões de best[...], quer dizer, de baianos, torcem para times de fora, desvalorizando os times do nosso pedaço, e que das 5 maiores torcidas do estado, 3 são de times de outras regiões. Isso sem contar com os torcedores do São Paulo, Fluminense, Vasco, Internacional, Cruzeiro e muitos outros que tem torcedores aqui. Para facilitar o entendimento do texto vamos chamar esses torcedores de "Filhos que Desvalorizam seu Pedaço" (FDP).
"POTIGUARIOCAS"
Vocês envergonham o RN
O nosso futebol é praticamente uma Colônia das metrópoles sulistas, que nos alienam com sua imagem e levam todas as nossas riquezas, já que não fica um jogador que preste aqui. Vai todo mundo embora e só volta emprestado ou depois de velho. Sei que aparecerão muitos "sinhozinhos" da razão querendo me levar ao pelourinho para me castigar a base de chibatadas (por favor, sem associações com a palavra "chibata"), mas eu tenho que dizer: Esse é o um dos piores problemas dos torcedores e do futebol nordestino.
Existem estados do Nordeste em que o Flamengo lidera em números de torcedores. Não entendo que prazer tem esses FDP que vestem as camisas de times do sul, sendo que a esmagadora maioria nunca foi aos estádios das suas respectivas equipes. A camisa do Palmeiras, por exemplo, é o menor chiqueiro do mundo. Cabe apenas um porco!
A torcida do Flamengo no Barradão.
Clique na imagem para amplia-la.
Dizem os "Baianocas" (Neologismo para torcedores baianos que torcem para times cariocas) que é uma questão de identificação. Porque esses FDP não se identificam com o São Raimundo (AM) ou com o América(RN)? Eu sei porque! Porque esses times não estão entre os melhores do país ou não ganharam nenhum título de expressão recentemente. O pior é que, quando os de fora vão jogar no Nordeste contra as equipes da casa, esses FDP enchem o estádio para apoiar os forasteiros.
Quando o São Paulo veio ganhando Libertadores, Interclubes e 3 Brasileirões consecutivos, todo mundo era São Paulino. Em Salvador, era mais fácil ver na rua uma camisa do São Paulo do que uma do Bahia. Até hoje, quando vamos nas lojas esportivas em qualquer região do Nordeste, a variedade de produtos dos times do Sul e Sudeste é extraordinária. Eu já fui em lojas que não tinham camisas dos times baianos, mas tinham até o padrão alternativo do Corinthians. Experimentem procurar uma camisa do Vitória ou do Bahia no Sudeste. Tentei a uns 3 anos atrás no centro do Rio de Janeiro e de Nova Iguaçu. Sem sucesso! Só achei uns broches e uns quadros do Vitória numa banca de revista porque o dono era baiano.
A Televisão também tem grande culpa nisso. A Rede Globo, por exemplo, transmite os jogos do Flamengo pro Brasil todo a décadas. No período dos campeonatos estaduais, éramos obrigados a assistir campeonato carioca e paulista. Agora que melhorou um pouquinho, já podemos assistir, pelo menos, os jogos do Campeonato Baiano. Até as guerras de torcidas que acontecem de maneira organizada lá no Sul, imitaram aqui. Tudo por causa da maldita alienação da imprensa "Sul - Nacional".



"O Pai e o filho saíam de um jogo do Vitória quando passa um camburão vazio e o filho comenta:
- Olha, pai! Ninguém foi preso hoje!
- É, filho, o Bahia só joga amanhã!"

Se esses FDP gastassem dinheiro e tempo com o futebol local, com certeza veria as equipes de sua terra conseguirem muitos títulos de expressão. Os Sulistas ganham mais porque eles tem torcida em tudo quanto é buraco. Por terem torcidas enormes eles ganham com ingresso, com divulgação, com direitos televisivos e obviamente, por aparecerem mais, são disputados pelos patrocinadores que pagam fortunas para terem suas marcas nas camisas dos jogadores. Com tanto dinheiro, eles podem fazer grandes contratações, armar um time e estrutura melhor e, conseqüentemente, ganhar mais competições.
Nós, Nordestinos, temos que nos unir para o desenvolvimento das equipes da região. Brigamos demais. Se não há melhora, do que adianta o Vitória brigar com o Bahia? Até porque, com tricolor não se briga, pois o freguês sempre tem razão!
Por isso, quando você escolher um time pra torcer, ou quiser apoiar o Flamengo ou o Corinthians no Barradão, no Castelão ou na Ilha do Retiro, pense antes no crescimento do futebol do Nordeste. Ajude a melhorar os times nordestinos e não seja só mais um FDP.





GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO TORNE-SE UM SEGUIDOR!
Em "Seguidores", embaixo de "Total de Visualizações de Página", clique em 
"Participar deste site". 


LEIA MAIS SOBRE OUTROS PROBLEMAS QUE ENVOLVEM A SOCIEDADE:

sábado, 27 de agosto de 2011

AntAgonia

Vaidade é Obrigação
Humildade é Fraqueza
Política é Corrupção
Virgindade é Vergonha
Esperança é Frustração
Pudor é Caretice
Honestidade é Inocência
Felicidade é Inveja
Violência é Persuasão
Empatia é Irrelevância
Fé é Ambição
Cultura é Sexo
Fidelidade é Ingenuidade
Humor é Imoral
Confiança é Vulnerável
Patriotismo é Futebol
Moda é Necessidade
Igreja é Empresa
Respeito é Medo
Amor é Ficção
Religião é Guerra
Socialização é Virtual
Lei é Hipocrisia
Imprensa é Manipulação
Prosperidade é Fútil
Rebeldia é Simpatia
Caráter é Inútil
Vandalismo é Prestígio
         Dignidade é Leilão
Dinheiro é Tudo
A Culpa é Nossa!


Diego Damasceno





GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO TORNE-SE UM SEGUIDOR!
Em "Seguidores", embaixo de "Total de Visualizações de Página", clique em 
"Participar deste site". 


LEIA MAIS SOBRE OUTROS PROBLEMAS QUE ENVOLVEM A SOCIEDADE:

Google+ Followers

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...