terça-feira, 5 de julho de 2011

Pagode Baiano - "Sim Sim Não Não"

E aí Galera? Como vão? Gostando do Blog? E do que toca na rádio, vocês estão gostando? Eu não, ou melhor, eu não, não, não, não, não, não, não, não, não, não, não, não, não, não, não, não, não.... NÃO, NÃO, NÃO, NÃO, NÃO, NÃO, NÃO, NÃO! Acho que quem já escutou já sabe a qual música eu me refiro. Determinado em mostrar para as pessoas que lêem meu blog a grande contribuição que essa espécie de pagode tem para intensificar a parte imoral do nosso cotidiano, eu apresento a vocês a música "Sim, sim, não, não" do Saiddy Bamba, aquela banda que Leokret dançava ou dança, sei lá! E nem me interessa.



É tanta música agressiva, que essa banda dá todos os motivos morais para dizerem a ela "Saiddy Cena".
A Mulher Morango não está dançando
essa música, mas tá mexendo a bunda também.
Observem a letra da música criticamente:

Esse é o novo jeito das mulheres
responderem sim ou não
oh preste atençao, não é com a mão
responda com o seu popozao
(x2)

É bom lembrar que, nas músicas de pagode que nem esse, quase todas ou todas as estrofes da letra são repetidas 1 ou 3 vezes, assim que terminam de ser cantadas. E nessa música não poderia ser diferente.

Essa é a prova de que mente vazia é a oficina do diabo. Será que foi num cérebro de galinha que essa idéia de dizer sim ou não com a bunda foi elaborada? Galinhas, sem ofensa! Foi só uma referência intelectual baseada num dito popular.
Esse tal de Zolph tá com moral!
No inicio da música o primeiro verso diz que o jeito novo é das mulheres. Porque só as mulheres que devem responder sim ou não com a bunda e os homens não? Essa pergunta foi bem ingênua, não foi? Mas nós sabemos a resposta. A Bunda feminina, quando adequada aos padrões estéticos masculinos, é um dos maiores e melhores estimulos sexuais visuais para o homem. Ou seja, o compositor estava pensando em sexo por que esses caras parecem não pensar em outra coisa. De uma forma mais leve do que em outras músicas de pagode, mas também estava. Até quando eles querem fazer uma música divertida, uma brincadeira, como foi essa música, tem que ter alguma referencia sexual.
No terceiro verso eles dizem para prestar atenção, porque não é com a mão que se responde do jeito novo o sim e o não. Mas se é um jeito novo, é obvio que não é com a mão! Isso foi só pra encher linguiça rimando, assim como "oh preste atençao, [...]". Dizem que a linguiça é preenchida com coisas que não prestam, o mesmo acontece com a letra dessa música. Mas a letra da música é muito pequena então não dá pra comparar com linguiça, tá mais pra uma salsicha de cachorro-quente. A letra da música é tão pobre e tão pequena, mas tão pequena, que para falar sobre ela eu acabei prejudicando a qualidade do meu texto, já que até eu tive que encher linguiça pra postagem não ficar muito pequena.
A música, na verdade, é toda baseada na idéia de ver a bunda balançar em direções diferentes. A partir daí, o compositor, criativo que só ele, apenas encaminhou o contexto da música até o refrão pra não ficar sem sentido ou ficar apenas com o refrão, porque, pra esse abençoado, a graça da música está nesse refrão sem graça e repetitivo:



sim , sim , sim , sim , sim, sim
sim , sim , sim , sim , sim, sim
sim , sim , sim , sim , sim...
SIM, SIM, SIM, SIM, SIM, SIM, SIM, SIM


não, não, não, não, não, não
não, não, não, não, não, não
não, não, não, não, não...
NÃO, NÃO, NÃO, NÃO, NÃO, NÃO, NÃO,NÃO

Vejam quanta criatividade:
Ao cantar o refrão uma vez, escutamos o sim 25 vezes e o não 25 vezes também, sendo que, dentro dessas 50 vezes, 16 é cantada por aqueles Vocais de apoio (Back Vocal) compostos por homens sincronizados mas desafinados, que já é uma marca registrada nessas bandas de pagode baiano. Durante esse barulho harmonicamente escroto que as pessoas classificam como música, o refrão aparece 4 vezes e, no final, ele é cantado pela metade. Se contarmos a música toda, o sim é citado 118 vezes e o não 100 vezes, o que dá um total de 228 adverbios. Acredito que até o compositor ficaria impressionado com essa taxa elevadíssima de repetição numa música que tem menos de 3 minutos. Mas ele está de parabéns por ter conseguido fazer sucesso com uma música de mais ou menos 2 minutos e 40 segundos que cita duas das palavras mais comuns da nossa lingua 228 vezes. 
A inteligencia de um cara que cria uma música dessa é medida pelo Q.I. - Quoeficiente de Idiotice. Quem gosta consegue atingir um quoeficiente de idiotice maior que a dele porque, pelo menos, esse som está rendendo dinheiro pra ele. E pra quem escuta, está rendendo o que? O pior é que o povo faz tudo que esses caras mandam na música. Nem pra eles criarem uma música mandando por o dedo na tomada.
Haaa... Pra não dizer que a letra é só isso, tem uma parte que vem depois do refrão  e antes de cantar o refrão mais uma vez:

agacha com dedo no chão
agacha com dedo no chão mamãe
( x2)

Uma mulher agachado com o dedo 
no chão, fica mais ou menos nessa posição.
Como sempre, esse verso também repete. Qual o intuito de abaixar com o dedo no chão? Imaginem como uma mulher fica ao tentar colocar o dedo no chão? O Caldeirão vai parar lá em cima... Que coisa feia! Não há uma parte da música que não se refira a bunda da mulher, seja direta ou indiretamente. Vão mulheres, dançar isso também, e esqueçam que o auto-respeito fez parte de vocês um dia.

E aí? Gostaram da postagem?

sim , sim , sim , sim , sim, sim
sim , sim , sim , sim , sim, sim
sim , sim , sim , sim , sim...
SIM, SIM, SIM, SIM, SIM, SIM, SIM, SIM




Essa postagem foi reeditada graças a opinião sábia de uma das pessoas que leem o meu Blog. Não vou citar o nome dele aqui porque eu não sei se ele vai gostar.



GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO TORNE-SE UM SEGUIDOR!
Em "Seguidores", embaixo de "Total de Visualizações de Página", clique em 
"Participar deste site". 




LEIA MAIS SOBRE OUTROS PROBLEMAS QUE ENVOLVEM A SOCIEDADE:


25 comentários:

  1. Discordo plenamente de vc!
    Pq?
    Eu não gosto de todos os tipos de pagodes...p/ começar. Mas entendo plenamente os dois lados da moeda... pagode(a bronka, o troco,esses pagodinhos e etc) não tem letra,não existe letra... Mas vc tem que entender que essas musicas são aplaudida pelo povo...a maioria! Se vc vai em festa de pobre ta tocando pagode, em festa de rico ta rolando isso tbm...digo pq já fui e vi...isso é geral...Se o povo fosse contra isso não passaria da primeira musica baixa.
    Se eu tivesse dom de fazer essas besteiras musicais, eu faria e colocaria meu dinheiro no bolso...massssss
    Não fale somente do pagode... Procure o funk, o forró,arrocha e muitos outros que estão por aí...fazendo musicas de duploo sentido... Se vc não sabe a maioria da musica do Black Style vem do funk... e o forró?vixeeee, ta com uma baixaria atrás da outra...
    Saiddy Cena, Pq? Se vc tem uma empresa, mesmo que sua produção seja uma porcaria, mas está te dando um lucro da zorra...vc vai parar? Pq? Se mil pessoas reclamam e 100 mil adoram.
    Entenda que hj,quanto mais escrota e pornográfica a musica mais sucesso ela faz...se não fizer no Brasil,na Bahia faz com certeza!
    KD um merece o que tem...aki a onda é essa,ta dando dinheiro meu velho,eles cantam putaria e o povo dança na putaria e se deixar ainda faz sexo em cima do palco,vc duvida? Haaaaa outra coisaa...
    Se fizerem uma musica mandando colocar o dedo na tomada...o povo vai colocar sim!
    Vão colocar a mulher no palco, colocar ela de quatro e mostrar como é que coloca o dedo na tomada,me entende? Nossa mente já é maldosa...

    Haaaa... fala da bunda da mulher mesmo...se a maioria fica com a bunda de fora...isso quer dizer que quer atenção né?
    Entãooo pq não uma musica pra combinar com o popozão delas?vc acha um monte pra dançar isso...ainda sem roupa que é mais fácil ainda de arranjar...

    EU NÃO GOSTO DE PAGODE DESSE TIPO...GOSTO DO HARMONIA DO SAMBA P/ CIMA...MAS FICO BESTIFICADA COM ESSA PERSEGUIÇÃO COM O PAGODE, SENDO QUE EM BAILE FUNK ALÉM DA MUSICA NÃO PRESTAR...O POVO TRANSA NA FRENTE DE TODOS,SENDO QUE É UM LUGAR PARA DANÇAR...
    O forró entãoooo nem se fala, as mulheres grandes de tanto tomar bomba e sem calcinha em cima do palco para fazer mais sucesso... e os homens ficarem loucos.
    VC DEVERIA FAZER UM TEXTO CRITICANDO ESSAS MULHERES QUE PARECEM MAIS UMAS PROSTITUTAS...

    ResponderExcluir
  2. Achei que nesse texto vc cometeu alguns pecados, exemplo, ofender cantores, conpositores, acredito que não seria necessário isso para se falar do pagode...(mal).
    Observe, geralmente as pessoas hoje em dia são ecléticas escolhe o tipo de musica pelo momento que esta passando no dia ou na vida, quer pular, sorrir escuca pagode, axé, alguns tipos de sertanejo...
    Se pararmos para ouvir as músicas que são tocas no brasil veremos que em vários estilos esta ocorrendo esse "defect music", ou seja, defeito musical..
    Acho que vc tem um problema particular com o pagode, foi um mulher pagodeira? kkkkkk.

    ResponderExcluir
  3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...
    Não Edi...o problema é que ele ouvi musica de maluco,akele tipo de musica que só a minoria curte!

    ResponderExcluir
  4. Eu concordo com vc Edgleisson. Não é necessário ofender cantores e compositores, não é assim que as coisas devem ser feitas. Digamos que aquilo tenha sido um desabafo, eu escrevi com emoção, e eu não deveria ter escrito assim. Obrigado por me chamar a atenção sobre isso. Apesar de parecer, eu não tenho problemas pessoais com o pagode. Eu resolvi pegar no pé do pagode porque é o que tem mais repercussão na Bahia. E, infelizmente, são raros os que prestam. Inúmeros gêneros musicais usam o sexo nas suas letras, mas poucos fazem isso de forma tão objetiva. A maioria das músicas que tocam aqui na Bahia são de duplo sentido. O pagode tem um sentido direto! É sexo e ponto! Eu vou tentar fazer texto menos ofensivos! Vlw a dica! É Blogando e aprendendo!

    ResponderExcluir
  5. Taís, eu não sabia que vc pensava assim:
    Quer dizer que se vc pudesse vc faria essas musicas e colocaria o seu dinheiro no bolso? kkkk! Isso foi sincero, mas muito egoísta. A minha intenção em fazer essas postagem sobre o pagode é, justamente, alertar o povo que bate palma para essas musicas, para elas terem uma visão diferente sobre e mais critica sobre aquilo que elas aplaudem. Eu não falo sobre outros generos musicais porque eles não fazem o sucesso que o pagode baiano atual faz aqui. Eu to preocupado com as meninas de 6, 7 anos que ficam se remexendo aqui perto de minha casa, enquanto cantam que a perereca pisca, e com os meninos da mesma idade que ficam se requebrando e dizendo pro coleguinha "chupa aqui pra ver se sai leite". Isso me entristece! Eu não falo do Baile Funk porque eu não conheço e não escuto muito, já que não é uma coisa da Bahia. Então, se eu não conheço, eu não posso falar. Mas o pagode eu, vc e todo mundo aqui conhece. Esse eu posso falar. Como eu disse no comentário acima, reconheço muitos pecados que eu cometi nessa postagem, e vou tentar me policiar. Mas vlw Tais, sua opinião foi boa e enorme! rsrsrsrsrs! Assunto polemico é bom por isso, vemos varias opiniões diferentes!

    ResponderExcluir
  6. Tais so concordei com vc em alguns pontos: existe mais estilos de músicas escrotas além do pagode e eles so fazem isso para ganhar dinheiro.
    Mas nós estamos falando da Bahia. o que reina aqui é o pagode e é um bosta admita. funk é uma realidade do RJ e é uma merda tamb. Existem umas raras exceções como harmonia do samba. mas o resto só faz pra ganhar dinheiro e transar no palco. isso so funciona pq o povo não tem nada na cabeça. a maioria não terminou nem o ensino fundamental ( e não foi só por falta de oportunidade). É oficina o diabo mesmo, pq se o assunto morresse em falar besteiras estavamos no lucro, mas existem crianças ouvindo isso e ao completarem 13 anos estão gravidas ou com alguma doença adquirida numa relação sexual sem caminhsa q esses irresponsaveis incentivam. Eu não iria gostar de ganhar dinheiro sabendo que estava incentivando as pessoas a fazerem sexo sem camisinha e colocando na cabeça de crianças de 12 e 13 anos que elas podem transar a vontade. Eu NÃO FARIA ISSO! E chamei de irresponsavel pq um infeliz desse deveria responder pelas consequencias de suas letras imundas.
    Se a população nao tem educação de qualidade, vai achar qualquer bosta uma pizza e vai comer.

    ResponderExcluir
  7. Honestamente? está completamente equivocado quem diz que gosto pra pagode independe de classe; conheço muita gente das mais diversas classes, que não gosta de pagode e vai continuar sem gostar. E sei que essas mesmas pessoas conhecem muitas outras que também não gostam. Pelo amor de deus, o fato é que música é uma questão de gosto: gosto bom e gosto ruim. Parece lugar-comum, mas o cerne do problema reside nos interesses do capital e da educação pública mesmo, como já apontou alguém.
    É evidente que existem outros estilos igualmente ruins. Mas o pagode continua sendo ruim, musicalmente medíocre, melodicamente empobrecido, sexista e moralmente ofensivo. Dizer o contrário é e vai continuar sendo burrice.
    Portanto, não seja comedido em suas críticas. Bons escritores não vêm para agradar...

    ResponderExcluir
  8. Velho vou falar algo pra vc's, gosto de pagode e não me sinto menor que ninguém e nem acredito que estou deixando de ser inteligente por isso...

    Apenas vejo isso como uma diversão..

    Gostar não significa ser maníaco....

    ResponderExcluir
  9. Não estou defendendo os pagodeiros, tenho noção realmente de que essas musicas influenciam negativamente na evolução de nosso país.
    Eu faria sim e não seria egoísta, ajudaria todo o meu povo, inclusive vc primo, seria ajudado com o dinheiro do pagode (duvido que vc negue a ajuda)kkkkkkkkkkk
    Bom... Antes desse pessoal aí pararem de fazer essas musicas, o papai e a mamãe das criancinhas deveriam proibir os filhos de assistirem televisão, pois é o pior meio de comunicação que incentiva negativamente as pessoas, em todos os sentidos.
    Infelizmente aqui no Brasil inclusive na Bahia está faltando educação, saúde,saneamento básico como todos nós já sabemos,está discussão deveria ser em relação a isso, não sobre o meio de diversão da maioria da população, eles se divertem com o que tem, mesmo não sendo de qualidade. Quanto custa um show de pagode? Tem até de graça na praça.
    Esse assunto ta sendo que nem religião e política... não dar pra resenhar...cada um tem seu ponto de vista...e se formos colocar todos, vamos passar meses aqui.
    Eu só sei de uma coisa...não seria exterminando o pagode que melhoraria,pois conheço diversos lugares que não tem o pagode miserável baiano e a situação é a mesma daqui ou até pior... em relação as criacinhas.

    ResponderExcluir
  10. ISSO É PARA VC DIEGO -- Vou te dar um exemplo, Vc conhece Gabriel,Caroline e Camile? Vc ver eles xingando e dançando essas musicas na rua...ou são crianças ousadas?
    São pobres, como nós... mas tem uma boa educação, tem pai e mãe que zelam por eles,não ficam atoa,vão a igreja sem ser forçados e não são somente eles,citei como exemplo pq vc conhece muito bem!
    Nosso país ta faltando investimento na educação em fim, mas se cada família se esforçar como seus pais, meus paz fizeram e os pais dessas crianças aí, vc não vai ver essas crianças de 6,7 anos xingando nem praticando o que ver na rua, vc não acha?

    ResponderExcluir
  11. kkkkkkkkkkk! Vc, mais uma vez provou o seu egoísmo ao querer ajudar o SEU povo, sem se importar com as consequências que virão para os outros. Vc já viu a "perereca pisca" ou "chupa aqui pra ver se sai leite" na televisão? Com certeza não. Além do pagode na praça, o teatro também é de graça. Tem muita peça de teatro boa que custa mais barato que um show de pagode. Tem dia da semana que eu pago 3 reais na meia entrada do cinemark. Diversão de qualidade tem, mas o povo prefere pagar 3 reais numa das várias garrafas de cerveja, numa porta de bar, com o porta da mala do carro aberto fazendo poluição sonora e apologia ao sexo com essas músicas escrotas. Gabriel, Caroline e Camile não escutam pagode. Gabriel gosta de variados estilos de Rap e Pop. Caroline escuta músicas evangélicas e modinhas, como Restart e Justin Bieber. Camile nem tem gosto musical definido ainda de tão nova. Eu te garanto que se eles escutassem pagode a situação deles seria diferente. A familia realmente ajuda, mas se a familia tambem escuta pagode, os filhos, consequentemente escutarão, e aprenderão, mesmo que sem querer, o que as letras desse péssimo pagode tem pra lhes oferecer.

    ResponderExcluir
  12. Não estou dizendo que tudo de ruim que acontece na Bahia é por conta do pagode. Mas toda essa propaganda dando ênfase a prostituição aqui na Bahia é feita pelo pagode.
    E também não quis dizer que todos que ouvem pagode são burros. Mas que a maior parte dos pagodeiros não completaram o ensino médio. Isso não é nenhuma mentira. E se completaram, boa parte fez supletivo só para dizer que "está formado".

    ResponderExcluir
  13. eu adoro funk, mas de um modo geral tem umas baixarias msm!

    ResponderExcluir
  14. Gostei muito no seu comentário quando você explicitou que temos opções de diversão com qualidade, mas o povo não as escolhe. Isso é reflexo da falta de educação, senso crítico, que consequentemente resulta na formação de uma cultura fraca e decadente. Antes que seja mal interpretado em relação a esse ponto, não estou dizendo que a cultura baiana é fraca, muito pelo contrário, é uma das maiores, melhores e mais bonitas que eu conheço. Infelizmente ela está enfraquecendo, está decadente devido a falta de auxílio à educação. E já que sem a danada da educação, as pessoas não estabelecem senso crítico sobre o que é bom e o que é ruim, não conseguem discernir entre o que é música de qualidade (como existe até mesmo dentro do próprio pagode baiano, com o Harmonia do Samba por exemplo, salve em suas proporções) e as bobagens com conteúdos explícitos de pornografia que tocam sem parar por toda a cidade.

    ResponderExcluir
  15. éé veja soo.. como tais falou, sendo pornograficas de duplo sentido ou nao esses caras estao ganhando a grana deles desse jeito e nao vao querer parar... mas vocs nao acham q se eles fizessem uma musica mais decente q tentasse pelo menos fazer sucesso nacional, o lucro deles nao seriam bem maiores ???

    ResponderExcluir
  16. É exatamente isso que eu venho tentando dizer. Uma música com um ritmo tão bom, tendo uma letra descente, fará sucesso no país inteiro, com certeza! Assim, eles faturariam muito mais!

    ResponderExcluir
  17. Diego, como vai irmão?!

    Adorei seu blog; dinâmico e muito bem escrito. Parabéns, mas vamos ao debate, né papá?! Logo de cara eu gostaria de deixar claro que eu gosto SIM, SIM, SIM... de pagode. Sou fan incondicional do Harmonia do Samba e adoro uma noite de sexta-feira embalada pela "quebradeira".
    Isso não faz de mim um cara imaturo, ignorante, imoral ou antiético, ou seja, gostar de pagode não me torna pior ou melhor do que ninguém. E como já havia falado em meu blog, no texto que você comentou, há pagodes e pagodes... Particularmente, assim como você eu sou contra as "baixarias" que bandas como "A bronca" disseminam nas rádios. Não acho conveniente tais produções, pelo contrário, as vejo como uma gigantesca falta de respeito à sociedade como um todo e principalmente em relação a mulher.
    Agora eu discordo totalmente de suas palavras quando você generaliza a situação e coloca todas as bandas de pagode em um mesmo pacote de desmoralização. NÃO É BEM ASSIM e isso você há de convir comigo... Há médicos que trabalham com respeito aos seus pacientes, há jornalistas que trabalham em prol da verdade e há artistas de pagode que fazem música apenas com a finalidade de entreter, sem desmoralizar ninguém, muito menos fazer apologia ao que não presta.
    Se gostar de pagode faz de mim um pagodeiro; que seja! Agora... ninguém gosta de pagode, mas é só o cavaco começar a chorar para os pés começarem a se balançar, né?

    ResponderExcluir
  18. kkkkkkkkk! Gostei da sua opinião Cris! Eu não tive a intenção de generalizar. Na verdade, quando eu me refiro nesses textos a bandas de pagode, estou falando apenas das bandas que tem letras baixas. Talvez eu nao tenha deixado isso de forma clara. FOi bom vc falar pra eu tentar melhorar isso da proxima vez. Parece que sua opinião é parecida com a minha. Eu não sou fã de pagode, mas gosto do ritmo. Eu tenho Rebolation no meu celular. O que eu não gosto, assim como vc, é de bandas como a Bronka! Obrigado por comentar aqui! É bom a sua presença e obrigado também pelos elogios!

    ResponderExcluir
  19. Tendo em vista que vc é um cara EXTREMAMENTE crítico e defensor de suas ideias, não será difícil postar em seu blog, principalmente quando a minha opinião divergir das suas... kkkkkkk, entendi o seu posicionamento, mas por favor, conserte meu sobrenome. Não é Mania é MaNaia... e nem peça desculpas... a maioria lê mania mesmo rrsrsr abraço!

    ResponderExcluir
  20. Rrsrsrsrs!! Vlw Cris. Post mesmo. Gosto da sua presença aqui, você parece um cara muito inteligente, vou aprender muito ao debater com você, com certeza. Sobrenome corrigido, sem desculpas, como você pediu! rsrsrs! Abraço!

    ResponderExcluir
  21. 22 comentários, quando eu vou poder tá assim ?

    - Edgleisson, seu nome é horrivél. Por nenhum momento Diego Ofendeu os cantores e compositores, o conheço bastante pra saber disso.
    Falar a verdade não é ofender, e sim opinar uma verdade individual, independente das ofensas não forçadas. Perceba na sutileza das palavras... Outra, se pagode fosse verdadeiramente ruim, não geraria tanto post e comentários assim, entende ? Eu particulamente amo a música boa, o que pra mim é bom e completo. Não descarto pagode nos meus ouvidos, mas pagode baiano hoje, é algo que se deve ser realmente por momentos, momentos de distração, ou social, numa roda de amigos eu não vou me excluir por causa da música. E quando falamos do pagode, aprenda uma coisa, e a todos que me lêm agora, o pagode só mal falado, porque as letras são podres e indecentes, quem aqui não gostava de Gera-Samba, Eltchan ? Naquela época, n existia orgia "Eu quero ver vc passar, por de baixo da cordinha, vai, vai, vai passando" Essa letra, não ta mostrando um significado amoroso ou filosofico, mas não tem orgia, é uma dança uma brincadeira, naquela época não era ruim, mas hoje nós colhemos o fruto de que aqueles caras daquela epoca plantaram, colhemos esse fruto ruin em letras, mas naquela epoca, era massa, era mais dançante, e n tinha briga e nem sacanagem...

    ResponderExcluir
  22. kkkkkkkk, tomei um susto com Israel, pensei até que ele estava falando do meu nome... Calma, meu caro, n ofenda o coleguinha. A gente não escolhe os nossos nomes rsrsrs.

    ResponderExcluir
  23. kkkkkkkkkkkkkkk! "Não ofenda o coleguinha" foi ótima. Coitado de Edgleisson, não fez nada pra merecer isso, apenas expôs a sua opinião, que é o objetivo desse Blog. Aqui as pessoas podem expor a sua opinião livremente. Mas, apesar disso, a opinião de Israel foi muito interessante e deve ser levada em consideração. Bandas como "É o Tchan" podem ter dado partida nesse estilo musical possuidor de uma estrutura que praticamente "sobrevive" do duplo sentido. Pena que, por influencia de outros estilos musicais ou não (já que o Funk parece que está sendo, de certa forma, copiado aqui na Bahia), a situação está piorando. Eu não posso ir contra a maioria da população que curte isso. Apenas tento conscientizar as pessoas, arriscando o meu pescocinho, falando mal do pagode num blog que está crescendo devagarinho e que pode ser visto por quem faz as músicas. Se isso não der certo, só me resta estregar a Deus, orando pra que esse povo coloque a mão na consciência e tire de lá algo que preste.

    ResponderExcluir

Google+ Followers

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...