terça-feira, 2 de agosto de 2011

Rehab

Amy Winehouse tem como um de seus grandes sucessos uma música inspirada em seus problemas com drogas, chamada "Rehab".



"Eles tentaram me mandar para a reabilitação, mas eu disse não, não, não'
Sim, eu tenho estado mal mas quando eu melhorar você irá ver, ver, ver
Eu não tenho tempo e se meu pai acha que estou bem
Ele tentou me fazer ir para a reabilitação, mas eu não irei, irei, irei"

É incrível como as pessoas idolatram uma mulher viciada em drogas que faz uma música dizendo que não aceita se reabilitar, mesmo com a tentativa do pai. É interessante como, apesar de admitir que está mal, ela acha que vai melhorar. O vício dela era muito forte. Quando veio fazer um show aqui no Brasil, até caiu no palco, parecia estar drogada. E o fim dela, aos 27 anos, parecia inevitável. "Amada filha Amy, do "pó" vieste… Ao "pó" voltaste!"


"Eu prefiro ficar em casa com Ray
Eu não tenho setenta dias
Porque não há nada
Nada que você possa me ensinar
Que eu não possa aprender com o Sr. Hathaway"

Nasceu linda...
Amy diz na música que prefere ficar em casa com "Ray". Ela se refere ao famoso e revolucionário Ray Charles, pianista e cantor música Soul, considerado um dos maiores gênios da música negra americana. Parece que o planejado era ficar 70 dias na reabilitação, mas ela dava mais importância a música, afirmando que aprende com o Sr. Hathaway. Donny Hathaway foi cantor, compositor, maestro, arranjador, produtor de discos e instrumentista de música pop, R & B, Blues, entre outros.

"Eu não aprendi muito nas aulas
mas sei que não aprenderei num trago de bebida"

Esses versos parecem demonstrar o contentamento de Amy com sua trágica situação, sabendo que não aprendeu na escola e admitindo que do jeito que está, com a bebida, ela também não vai. Mas nem por isso ela parou de beber. A mulher era alcoólatra até no nome. Pra quem não sabe, Wine em português significa vinho e house significa casa. Vinho da casa seria a tradução mais correta.
...Morreu feia!

"Eles tentaram me mandar para a reabilitação, mas eu disse? não, não, não'
Sim, eu tenho estado mal mas quando eu melhorar você irá ver, ver, ver
Eu não tenho tempo e se meu pai acha que estou bem

Ele me fará ir para a reabilitação, mas eu não irei, irei, irei"

Espero que ela tenha conseguido entrar no céu, mas acho que Deus disse "no, no, no!"
Quando morre um famoso, a depender de quem seja, a imprensa faz a maior divulgação. Mas o problema não está exatamente na imprensa, está no povo. Vocês ouviram algum comentário na rua sobre a morte de Itamar Franco? Se ouviram, foram poucos. Vocês ouviram falar sobre a morte de Amy Winehouse? (Acredito que vocês já estejam de saco cheio, e eu aqui enchendo mais ainda o saco de vocês).
Para quem não sabe (e são muitos), esse é
Itamar Franco.
Itamar Franco foi vice-presidente, presidente, senador e governador de Minas Gerais. A trajetória política dele se confunde com a história política do Brasil.
Amy Winehouse era uma cantora de sucesso e ganhou cinco prêmios Grammy, considerado o Oscar da música, foi casada com um presidiário ou ex-presidiário que, supostamente, tem problemas com drogas. Também com graves problemas com álcool e outras drogas, Amy foi presa e,  mais de uma vez, por culpa do vício.
A diferença entre os dois é que os brasileiros que se espantaram ou até choraram pela morte da estrangeira drogada, nem perceberam que Itamar Franco morreu. Vou dar um exemplo: Na porta de uma escola, eu perguntei a cinco alunos do primeiro ano do segundo grau quem foi Itamar Franco. Quatro não sabiam e um disse que "foi um político que morreu por um dia desse". Aos mesmos alunos eu perguntei quem era Amy Winehouse. Dois disseram que era uma drogada, outros dois disseram que era uma cantora drogada e um não sabia quem era. No Placar temos Amy Winehouse 4 x 1 Itamar Franco.


"Um homem me disse : - por que você acha que está aqui?
Eu disse que não fazia idéia
Eu vou, vou perder meu amor
Então eu sempre tenho uma bebida por perto
Ele me disse: - eu acho que você está deprimida,
Me dê um beijo, baby, e vá dormir."

Nesta parte da música ela admite ter sempre uma bebida por perto. Agora que ela morreu é capaz das empresas de bebidas alcoólicas entrarem em crise e o tráfico de drogas ter um grande prejuízo financeiro.

"Eles tentaram me mandar para a reabilitação, mas eu disse? não, não, não'
Sim, eu tenho estado mal mas quando eu melhorar você irá ver, ver, ver

Eu não quero beber nunca mais
Eu só ooh eu só preciso de um amigo
Eu não irei perder dez semanas
Com todos achando que estou de recuperação."

Amy preferiu morrer a "perder" dez semanas numa tentativa de recuperação. É interessante como as pessoas valorizam uma celebridade que está na mídia, mesmo sendo defunta. Depois que Winehouse morreu, ela vendeu muito mais. Na semana após a sua morte, foram vendidas 111 mil músicas dela em versão digital, um aumento de 2000% (Dois mil porcento) sobre a semana anterior. Durante o ano de 2011 todo, foram vendidas 44 mil cópias dos CDs de Winehouse. Mas só na última semana que terminou em 24 de julho, foram vendidas mais 50 mil cópias. Esse fenômeno de vendas aconteceu também com a morte de Cazuza e de Michael Jackson. Estou quase me matando pra ver se meu Blog faz sucesso!
Winehouse também já foi gostosa!

"Não é só meu orgulho
É só que minhas lágrimas secaram.

Eles tentaram me mandar para a reabilitação, mas eu disse ? não, não, não'
Sim, eu tenho estado mal mas quando eu melhorar você irá ver, ver, ver.
Eu não tenho tempo e se meu pai acha que estou bem
Ele tentou me mandar para a reabilitação, mas eu não irei, irei, irei."

Alguém aí ficou sabendo que Itamar Franco morreu?





GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO TORNE-SE UM SEGUIDOR!
Em "Seguidores", embaixo de "Total de Visualizações de Página", clique em 
"Participar deste site". 


LEIA MAIS SOBRE OUTROS PROBLEMAS QUE ENVOLVEM A SOCIEDADE:

4 comentários:

  1. Eu gosto muito das músicas dela (na verdade amo). Lamento por ela ter morrido pq fará falta na música. mas ela levou uma vida toda errada depois da fama e perdeu o controle da própria vida.
    Ela se destruiu.

    ResponderExcluir
  2. Ela tinha um grande talento... merece ser reconhecida por isso sim. O que não se pode é passar a idolatrar, a se apaixonar por ela somente pelo fato de que ela deixou esse mundo precocemente. s escolhas em relação a sua vida foram feitas por ela, logo ela resolveu se afundar. Claro que o vício é algo terrivelmente difícil de ser combatido, mas ela sabia dos riscos quando entrou nesse caminho.

    Infelizmente é como a Adriana disse... ela se destruiu. Isso é o mais triste.

    ResponderExcluir
  3. Ela até merece ser reconhecida pelo talento mesmo, apesar de ter como um de seus maiores sucessos (se não for o maior deles) a música Rehab, que fala sobre sua indisposição para se recuperar das drogas, como eu mostrei na postagem. Ou seja: Sua carreira e suas inspirações pra fazer suas grandes composições, direta ou indiretamente, tiveram influencia das drogas, como Cazuza.

    ResponderExcluir
  4. eu sempre fui e sempre serei fã dela .ela mora no meu S2 para


    SEMPRE


    Amy Winehouse TE AMO

    ResponderExcluir

Google+ Followers

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...