domingo, 14 de agosto de 2011

Que lixo!

Já jogou o lixo fora hoje? Se ainda não jogou, com certeza você vai jogar, porque ninguém gosta de ter sua casa cheia de lixo. Mas na rua podemos jogar embalagens, casca de alimentos, plásticos e latas, pois somos cidadãos preocupados com a situação social e econômica do nosso país, preservando o emprego de milhares e milhares de garis que acharão ruas sujas para limpar e manter seus empregos. Afinal, não há atitude mais altruísta para com os agentes de limpeza do que jogar lixo no chão. Quem nunca ouviu essa desculpa de alguma ovelha desse rebanho de mal educados? É com essas e outras justificativas estapafúrdias que pessoas de pouca consciência explicam o porque que estão sujando a cidade. Tenho certeza também que você nunca ouviu ninguém dizer que vai tocar fogo na própria casa para manter o emprego do Bombeiro, que vai adoentar-se para manter o emprego do médico ou que cometerá o suicídio para manter o emprego do coveiro. Porque essa discriminação com os bombeiros, médicos e coveiros? Só os garis que precisam de atitudes altruístas? Eles ganham dinheiro trabalhando a tanto tempo... 
Os Agentes de limpeza (porque chamar de "gari" agora é politicamente incorreto) trabalham desde a época do Império, quando Pedro Aleixo Gari (foi do nome desse cara que saiu o termo "gari") assinou com a corte brasileira o primeiro contrato de limpeza urbana no Brasil. Ele costumava reunir no Rio de Janeiro, cidade onde morava, funcionários para limpar as ruas após a passagem dos cavalos, o que nessa época era muito comum. Ainda é comum em muitos lugares, mas o pessoal hoje é mais preguiçoso e prefere agüentar o cheiro até o cocô secar.
Lixeira no bairro nobre...
Eu já vi algumas vezes um usuário de cadeira de rodas deslocar-se entre 70 a 90 metros para jogar seu lixo num espaço reservado para isso no seu bairro. Muitos que estão lendo esse texto agora, graças a Deus, tem duas pernas funcionando muito bem. Então aproveite essa benção para jogar o lixo no lugar certo, ao invés de deixar o lixo na porta de casa, no meio-fio das ruas, nas poucas árvores que ainda nos restam, nas praças ou em outras localidades públicas que não são apropriadas para o acúmulo de lixo.
Lixeira no bairro pobre...
É fato que o serviço de coleta de lixo atualmente não é algo que mereça muitos elogios, mas o principal culpado pela sujeira, na minha opinião, ainda é a própria população do local. Se formos em bairros mais nobres da cidade, perceberemos que lá existem inúmeras lixeiras implantadas por órgãos públicos, o que não acontece muito em bairros mais humildes. Porém, nos bairros nobres, não existem muitos casos de destruição de bens públicos, o que acontece muito nos bairros mais humildes. Isso estimula mais ainda o governo a não fazer muito a quem mais precisa, já que quando feito, não é dado o devido valor, acarretando em vandalismo. E porque isso acontece? Porque a educação nesse país também não é algo que mereça muitos elogios. Mas isso já foi assunto de outras postagens.



Para você que não mora num bairro onde existem lugares adequados para se jogar o lixo, com certeza existe algum ponto razoável onde o lixo está acumulado. Deixe de ser preguiçoso e vá com seu lixo até lá, mesmo que você tenha que andar um pouco pra isso. De preferência, jogue antes do caminhão da coleta de lixo passar já que, em muitos lugares, eles costumam passar nos mesmos horários, ou em períodos de tempos próximos diariamente ou em dias alternados.
O Salgadinho tava bom? O acarajé tava gostoso? Que ótimo. Agora jogue a embalagem no lixo. Não tem lixeira por perto? Guarde no bolso, na sacola, na mochila ou leve na mão até você passar próximo a uma lixeira. A embalagem tá molhada, suja ou gordurosa? Então é melhor você andar com um saquinho ou pedir um no estabelecimento que você comprou o produto. Essa é uma das inúmeras formas bem simples e fáceis de ajudar a manter sua cidade limpa. Mas não é pra fazer que nem uma loira que jogou uma nota de 10 reais no lixo porque tinha escrito na lixeira: "Contribua com a limpeza".
Essas instruções básicas de limpeza e preservação do meio ambiente poderiam ser ensinadas na escola, já que em casa, infelizmente, muitos pais não tem educação suficiente para passar aos filhos, para que eles não cometam esses mesmos erros. O mal educado é mais inconveniente do que o lixo que ele espalha. Vamos fazer a nossa parte, para depois podermos colocar a culpa nos políticos sem sermos hipócritas.

GOSTOU DO BLOG? ENTÃO CLIQUE AQUI!



GOSTOU DA POSTAGEM? ENTÃO TORNE-SE UM SEGUIDOR!
Em "Seguidores", embaixo de "Total de Visualizações de Página", clique em 
"Participar deste site". 


LEIA MAIS SOBRE OUTROS PROBLEMAS QUE ENVOLVEM A SOCIEDADE:

Um comentário:

  1. Mais um bom post, que aborda um tema atual, e que de novo, reflete no problema da educação precária desse país.

    Eu mesmo tenho um grande problema com isso, pois na porta da garagem daqui de casa, o povo (mal-educado) resolveu criar um ponto para depositar lixo, ao redor de um poste. Isso atrai pragas como ratos e baratas, além de dificultar a passagem do carro.

    Esse é apenas um caso específico que reflete um dos pontos em que o acumulo de lixo pode atrapalhar. Ainda tem o grande problema da poluição exacerbada nos grandes centros urbanos.

    Enfim, algo completamente prejudicial, que pode ser evitado com a conscientização da população, que por sua vez é difundida através da educação.

    ResponderExcluir

Google+ Followers

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...